Mulher é algemada após dar nome falso

Por
· 1 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma mulher de 34 anos foi detida na manhã de domingo (15), no bairro São Luiz Gonzaga, após, segundo o Boletim de Ocorrências registrado pela Brigada Militar, desobedecer a ordem de parada e identificação e dar nome falso. Ela foi algemada e conduzia à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA).


Conforme o registro, agentes da BM estavam em patrulhamento no bairro São Luiz Gonzaga quando viram a mulher “em atitude suspeita”. Ela teria desobedecido a ordem de abordagem e identificação, até dar o nome da irmã como sendo o dela.


A BM identificou a mentira e a mulher deu o nome verdadeiro. Segundo o registro, ela disse que mentiu o nome pois achou que estava em situação de foragida, já que não comparecera a uma audiência no Fórum para assinar um documento relativo a um processo criminal a que responde. O Boletim de Ocorrência não citou qual o crime relacionado ao processo.


Os agentes fizeram contato com uma servidora do Fórum que confirmou a informação. Em revista pessoal foi encontrado uma faca com na bolsa da mulher.


Segundo o registro, a mulher resistiu a prisão e os agentes fizeram “uso moderado da força” para algemá-la. Foi justificado o uso das algemas no Boletim de Ocorrência por “receio de fuga e também para proteção da integridade física da acusada bem como da guarnição”.

Gostou? Compartilhe