Novo prédio da DPPA deve ficar pronto em fevereiro

Estrutura pré-moldada será instalada na Avenida Brasil, bairro Petrópolis

Por
· 2 min de leitura
Antiga DPPA foi interditada em fevereiro deste ano e aguarda laudos da Secretaria de Obras do Estado

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O novo prédio da Delegacia de Polícia de Proto Atendimento (DPPA) deve ficar pronto até fevereiro de 2020, segundo estimativa do delegado regional, Adroaldo Schenkel. Há cerca de 40 dias, uma estrutura pré-moldada começou a ser erguida e deve ser instalada na Avenida Brasil, entre a Havan e o mercado Stok Center. O projeto é uma parceria feita entre o Estado e um empresário do município, que custeará a construção em troca de aluguel.


O delegado não disse qual será o valor cobrado ao Estado, mas pontuou que “são valores abaixo do mercado” imobiliário de Passo Fundo.
Uma alternativa para a DPPA era buscado desde que a antiga unidade, localizada no bairro Petrópolis, foi interditada, em fevereiro deste ano. Desde então os serviços da DPPA foram transferidos para a 1ª Delegacia de Polícia. Um local, segundo Schenkel, que não é adequado para a demanda do município.


“Não adianta alugar um puxadinho”


“O empresário se propôs a construir [a nova DPPA] nos moldes que a polícia precisa. Terá bastante espaço, além de ter maior estacionamento”, apontou o delegado, que coloca a falta de vagas na 1ª DP como um dos problemas para a comunidade e policiais.


Quanto aos oito meses desde a interdição até o anúncio da construção da nova unidade, Schenkel destacou que era preciso um “local que atendesse as necessidades da polícia”. “Não adianta alugar um puxadinho, ir para um lugar sem acessibilidade, sem espaço para viaturas e entradas e saída de presos. Hoje já se está provisório na 1ª DP e não adianta locar um local que não atenda o que a polícia precisa. Pode demorar um pouco mais, mas teremos a estrutura necessária.”


A antiga unidade, na Petrópolis, permanecerá desativada, e aguarda novos laudos da Secretaria de Obras do Estado. Inicialmente, o projeto para o local era de que ele contemplasse todas as Delegacias, o que permanece mantido, caso, em um novo laudo, as reformas sejam autorizadas.
 
O problema


Iniciado em 1996, o edifício da Delegacia de Pronto Atendimento da Polícia Civil de Passo Fundo (DPPA) foi projetado para comportar todas as delegacias do município. Entraves licitatórios, no entanto, dificultaram o prosseguimento das obras que, quando iniciadas, não tinham previsão para a conclusão. Além do atraso, a burocracia comprometeu a finalização do espaço. 


No início do ano passado, em uma iniciativa de empresas do setor privado e entidades da sociedade civil, algumas reformas necessárias foram realizadas no edifício e acompanhadas pelo delegado Gilberto Mutti Dumke, titular da DPPA.

 

Neste ano, o prédio foi reprovado em laudos técnicos emitidos por engenheiros civis, contratados pelo Estado, ao sinalizar problemas estruturais que poderiam oferecer risco aos policiais e demais pessoas que, ali, circulavam diariamente, o que causou sua interdição.

 

Gostou? Compartilhe