Operação prende jovem por receptação e associação criminosa

Investigação da Draco começou ano passado e identificou outros três que atuavam no furto e roubo de veículos

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagrou na manhã de hoje (4) a Operação Cortando Giro e prendeu um jovem de 21 anos por receptação e associação criminosa. Ele e outros três foram identificados pela polícia como autores de crimes de furto, roubo e receptação de veículos que aconteceram em Passo Fundo e região desde o ano passado. 

 

As investigações iniciaram em dezembro de 2018, quando, segundo o delegado da Draco, Diogo Ferreira, o grupo começou a atuar de forma mais contundente, passando do furto para o roubo de veículos com remessas aos estados de Santa Catarina e Paraná.

 

Pelo menos oito casos foram identificados pela polícia tendo o grupo como autoria. Foram quatro furtos e quatro roubos, sendo um dos roubos em Carazinho.

 

Os mandados de busca e apreensão foram realizados nos bairros Santa Maria e Vila Isabel. O jovem de 21 anos foi preso em flagrante. Com ele foram localizados um Renault Megane, roubado no dia 18 de janeiro deste ano, e pertences de vítimas relacionados ao roubo de um Celta, em 13 de janeiro, e ao roubo de um VW Voyage, em 8 de fevereiro, em Carazinho.
De acordo com Ferreira, em muitos casos o grupo agia por encomenda, tendo mandantes para o crime. “Com alguém precisando de determinado carro, eles furtavam, roubavam, e posteriormente eles vendiam as peças para essas pessoas que faziam contatos. Às vezes nem eram de Passo Fundo, eram de Santa Catarina (...) A grande maioria dos furtos e roubos eram por encomenda”, aponta Ferreira, que não mencionou outras cidades em que os crimes aconteceram para não prejudicar as investigações.

 

O delegado também não soube precisar os valores que o grupo arrecadou com os crimes. “É complicado aferir porque uma caminhoneta eles vendem por R$ 10, R$ 15 mil. Um carro por R$ 5, R$ 6, R$ 7 mil”, apontou. As investigações continuam. 

 

Crimes identificados
12/12/2018 – Furto de um Fiat/Uno no Centro de Passo Fundo.
Peças do veículo foram localizadas com um integrante do grupo.
13/12/2018 – Furto de um VW/Polo de uma concessionária, no Boqueirão, Passo Fundo.
Veículo localizado na posse de um dos investigados.
22/12/2018 – Furto de um GM/Astra, com arrombamento da residência da vítima, em Passo Fundo.
Veículo recuperado.
13/01/2019 – Roubo de um GM/Celta, na Efrica, Passo Fundo.
Veículo recuperado em Mato Castelhano.
18/01/2019 – Roubo de um Renault/Megane, no bairro Lucas Araújo, Passo Fundo.
Veículo recuperado na posse do jovem preso ontem.
08/02/2019 – Roubo de um VW/Voyage, em Carazinho.
Veículo recuperado em ijuí.
22/02/2019 – Furto de uma motocicleta Yamaha/XJ6, Centro de Passo Fundo.
Veículo recuperado.
08/03/2019 – Roubo de dois Toyota/Corolla, em uma revenda de veículos no centro de Passo Fundo.

Gostou? Compartilhe