Operação Viagem Segura começa amanhã

A PRF estima que 18 mil veículos devam passar pelas estradas federais da região nos dias de maior movimento

Por
· 5 min de leitura
A PRF orienta que os motoristas evitem os horários de maior fluxo nas rodovias, que deverá ter movimento intenso em todo o RS

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Operação Viagem Segura chega à 100ª edição neste Carnaval, quando os órgãos de trânsito estarão mobilizados para um feriadão sem acidentes. Serão seis dias de fiscalização ostensiva, reunindo esforços de Detran, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar e seu Comando Rodoviário, desde a zero hora de sexta (1º) até a meia-noite de quarta-feira (6).


Nas rodovias federais da região, atendidas pela 8ª Delegacia da PRF, são esperados 18 mil veículos nos dias de maior movimento, que são a sexta-feira e a terça-feira de Carnaval, conforme o chefe da delegacia de Passo Fundo, Rodrigo Calegari. Em dias normais, o fluxo é de 12 a 15 mil veículos pelas estradas. Entre as maiores ocorrências do feriado estão o excesso de velocidade, a ultrapassagem em local proibido e a embriaguez ao volante. Em 2018, foram 858 multas nas rodovias de abrangência da Delegacia da PRF de Passo Fundo. Destas, 404 foram por excesso de velocidade, 164 por ultrapassagem em local proibido, 44 por não uso do sinto de segurança, oito por alcoolemia. As demais por infrações diversas. No Carnaval do ano passado também foram registrados 12 acidentes nas estradas federais atendidas pela 8ª Delegacia. Nessas ocorrências, 18 pessoas ficaram feridas e 3 morreram.

 

Consumo de álcool
Como o feriado se caracteriza por ser uma época de alto consumo de bebidas alcóolicas, as fiscalizações com etilômetros serão intensificadas. Além da fiscalização nas rodovias, nos 34 municípios conveniados à Balada Segura as equipes estarão trabalhando para prevenir acidentes provocados pelo consumo de álcool.


Os parceiros da operação estarão realizando fiscalização orientada contra excesso de velocidade, ultrapassagem em local proibido e embriaguez. Serão pelo menos 2.280 policiais em ação, com 786 viaturas em pontos estratégicos e 80 etilômetros em todo o Estado. A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) contará com mais atendentes nas suas praças de pedágio, veículos de apoio para garantir a fluidez do tráfego e ambulâncias para prestar atendimento aos usuários das rodovias. Bombeiros militares e voluntários também estarão de sobreaviso para situações de emergência.

 

Mortes no trânsito
Segundo levantamento realizado pelo Detran, entre 2007 e 2018, nos 15 feriados ou datas festivas em que é realizada a operação, a média apontada é de 6,35 mortes por dia. No Carnaval, a média diária é um pouco mais baixa: 5,47 mortes. Foram 394 vidas perdidas nos últimos 12 anos, o que representa dizer que uma pessoa perde a vida a cada 4 horas e 23 minutos nesse feriadão.


No ano passado, foram 35 vítimas fatais durante os seis dias de operação, considerando as que vêm a óbito até 30 dias pós-acidente. Avaliando a média geral da acidentalidade no estado, a análise aponta que 61,2% das vítimas fatais foram oriundas de acidentes que ocorreram nas rodovias, contra 38,8% nas vias municipais.

 

Sobre a Viagem Segura
Com sete anos completados no último feriado de 15 de novembro, a operação tem como principais parceiros a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), Detran e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC na capital), ANTT, Dnit, Cetran, Daer, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.
Com as ações educativas, os órgãos de trânsito e seus parceiros alertam para a importância de se cumprir a lei. Mas para aqueles que optarem por comportamentos que coloquem em risco os demais, a fiscalização é atuante. Nas 99 edições já realizadas até o momento, mais de 5,5 milhões de veículos foram fiscalizados e 232,5 mil testes de etilômetro aplicados. Foram registradas mais de 1 milhão de infrações, sendo mais de 20,1 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 93,1 mil veículos e 25,8 mil carteiras de habilitação irregulares.


PRF dá dicas de segurança
Com a proximidade do feriado de carnaval e o aumento de fluxo nas rodovias do estado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulga uma lista de recomendações prévias para os condutores viajarem com segurança.

 

Movimentação
Para evitar congestionamentos, deve-se evitar os horários de maior movimento nas rodovias, que deverá ter movimento intenso em todo o RS. As mais movimentadas serão as BR 290 - Freeway, BR 116, em direção à serra e em direção ao sul do RS, BR 386 e BR 285.

 

Os melhores horários para viajar: na sexta até às 14h e no sábado após as 17h. Para o retorno, a indicação é de que os motoristas iniciem seu deslocamento à capital e região metropolitana de Porto Alegre até o meio-dia da terça-feira (5) ou antes das 7h e após as 19h da quarta-feira (6).

 

Antes de iniciar a viagem, a PRF recomenda atenção aos seguintes tópicos:
Manutenção Veicular
Revisão do carro: sistema de freio. Ruídos na frenagem geralmente indicam desgaste das pastilhas;


Sistema de Iluminação: faróis, lanternas, luz indicadora de direção e ré. Essa verificação pode ser feita pelo próprio condutor, conferindo se todo o sistema encontra-se em pleno funcionamento, lembrando da obrigatoriedade do uso dos faróis ligados nas rodovias;


Pneus: todos os pneus do veículo - incluindo o estepe, têm que estar em boas condições de circulação. A verificação pode ser feita por qualquer pessoa, basta certificar se o TWI (um marcador em alto relevo que fica entre os sulcos do pneu) não esteja nivelado com o restante da banda de rodagem;


Alinhamento, balanceamento e calibragem: garante uma segura circulação do veículo com menor desgaste dos pneus. A trepidação do volante e o desequilíbrio do carro em permanecer em linha reta mesmo com o volante fixo são sinais de necessidade de manutenção.
Níveis de água e óleo: garante o pleno funcionamento do motor e pode ser verificado nos postos de gasolina a cada abastecimento.

 

Leis de Trânsito
Cinto de segurança: é a medida mais efetiva para garantir a segurança do motorista e dos demais ocupantes do veículo em casos de acidente;
Bebê conforto / Cadeirinha / Assento de elevação: garante a correta fixação da criança, de acordo com a idade;
Velocidade: atenção às máximas permitidas da via, especialmente nas áreas onde a rodovia corta o perímetro urbano;
Ultrapassagem: apenas executar a manobra em local permitido e com distância segura em relação ao tráfego da contramão;
Álcool: o limite para uso de álcool e direção é zero. Se beber, não dirija.

 

Planejamento
Documentação: CNH e documento veicular de acordo com a categoria e em vigência é essencial;
Tenha sua viagem previamente estudada: defina sua rota principal, tenha rotas alternativas em mente, horário de saída para evitar o pico, abasteça o veículo e tenha as possíveis paradas definidas;


Descanso: o cansaço e o sono são inimigos da segurança. Paradas estratégicas durante o percurso ajudam a evitar esses sintomas.
Paciência: se for pegar estrada em período festivo, a paciência é fundamental.
Qualquer ocorrência ou denúncia pode ser feita à PRF pelo telefone 191.

Gostou? Compartilhe