Polícia investiga morte de segurança em boate

Homem foi morto a tiros na madrugada de domingo. Dois suspeitos já estão presos

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Delegacia de Polícia de Homicídios e Desaparecidos de Passo Fundo investiga as circunstâncias da morte do segurança, Mauro de Proença Lemos, 31 anos. Ele foi morto a tiros em frente a uma casa noturna, na rua Fagundes dos Reis, centro de Passo Fundo, na madrugada de domingo. A vítima chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
No início da manhã de domingo, a Brigada Militar realizou buscas e prendeu em flagrante duas pessoas (um homem e uma mulher). Ambos são suspeitos de participação no crime. Em poder deles havia uma arma, possivelmente usada para matar o segurança. Os policiais apreenderam ainda com a dupla, um veículo, modelo Vectra, com placas de Passo Fundo.
Respondendo interinamente pela Delegacia de Homicídios, o delegado Diogo Ferreira disse que pelo menos seis pessoas já haviam sido ouvidas até ontem à tarde. A partir de hoje, os investigadores devem examinar imagens registradas por câmeras de monitoramento instaladas nas imediações. A intenção é apurar o possível envolvimento de mais pessoas na morte do segurança.
A polícia também quer apurar os motivos do crime. Segundo o delegado, as informações preliminares é de que teria ocorrido uma briga no interior da boate e o segurança retirado os envolvidos para fora do estabelecimento. Mauro teria sido baleado em frente a casa noturna.
"Na sequência vamos ouvir mais testemunhas, outros seguranças que estavam no local", informou. Mauro era casado e tinha uma filha de 10 anos.

Gostou? Compartilhe