Professor é agredido por indígenas em Mato Castelhano

A vítima teve lesões no rosto e em uma das mãos, além de ter as roupas danificadas pelas agressoras.

Por
· 1 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um professor de 55 anos foi agredido por três mulheres indígenas durante a tarde de terça-feira (25), na reserva indígena de Mato Castelhano. O professor, que é o representante da 7ª Coordenadoria Estadual da Educação para as questões indígenas, conversava com o cacique no acampamento quando três mulheres se aproximaram e passaram a agredi-lo com tapas, socos e chutes.

O professor ainda pediu auxílio ao cacique que, conforme o boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, não fez nada para impedir as agressões. A vítima conseguiu se desvencilhar das agressoras e correu em direção à BR-285, porém, seu carro permaneceu dentro da reserva. Somente com o auxílio de um morador da reserva o professor conseguiu chegar até o veículo para retornar a Passo Fundo. A vítima teve lesões no rosto e em uma das mãos, além de ter as roupas danificadas pelas agressoras. O professor não irá representar juridicamente contra as mulheres.

 

Gostou? Compartilhe