Operação Easy Profit prendeu mais uma autora do golpe do bilhete premiado

Uma mulher foi presa em Passo Fundo na manhã desta sexta-feira, em uma ação conjunta de policiais civis de Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Tubarão, com apoio da DPCAMI - Tubarão, da Delegacia de Polícia de Gravatal e da DRACO de Passo Fundo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, deflagrou a segunda fase da operação "easy profit" e prendeu mais uma autora do "golpe do bilhete premiado".

O Setor de Investigação Criminal de Tubarão tomou conhecimento, no final de maio deste ano, de um estelionato na modalidade golpe do bilhete premiado, ocorrido na cidade de Tubarão, que vitimou uma idosa de 74 anos, causando-lhe um prejuízo de R$ 64.000,00 (sessenta e quatro mil reais). De pronto se iniciaram diligências no intuito de identificar os autores do fato, tendo sido identificados uma mulher de 28 anos e um homem de 27.

A idosa foi abordada nas ruas de Tubarão por uma mulher que lhe pediu informações, logo em seguida um homem chegou e perguntou o que a mulher tinha nas mãos e essa então disse que era um bilhete premiado da loteria. Logo em seguida a mulher disse que não poderia receber o prêmio e os dois golpistas induziram a vítima a adquirir o bilhete falso. A idosa acabou por transferir mais de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) para os golpistas.

O Delegado de Polícia coordenador do setor de investigação representou pela expedição de 03 (três) mandados de busca e apreensão e pela prisão preventiva dos dois suspeitos, todos a serem cumpridos na cidade de Passo Fundo no Rio Grande do Sul, o que foi deferido pelo Poder Judiciário local.

Na manhã de ontem uma equipe composta por policiais do setor de investigação criminal de Tubarão, da DPCAMI de Tubarão e da Delegacia de Gravatal, se deslocou à cidade de Passo Fundo e, na manhã de hoje, com apoio da DRACO, deu cumprimento aos mandados de busca e apreensão e a um dos mandados de prisão preventiva. Um dos suspeitos encontra-se foragido.

Durante as buscas foi apreendido R$ 1.450,00 (um mil e quatrocentos reais) em dinheiro, além de outros elementos importantes para a investigação.

Essa é a segunda fase de uma investigação que já identificou 05 (cinco) autores de golpes do bilhete ocorridos em Tubarão, dos identificados, três encontram-se presos e dois foragidos. No final do mês passado o setor de investigação da Delegacia da Comarca de Tubarão já havia prendido duas mulheres que haviam pratica um estelionato da mesma modalidade, também contra um idosa, que gerou um prejuízo de R$ 42.000,00 (quarenta e dois mil reais).A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Tubarão, com apoio da DPCAMI - Tubarão, da Delegacia de Polícia de Gravatal e da DRACO de Passo Fundo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, deflagrou a segunda fase da operação "easy profit" e prendeu mais uma autora do "golpe do bilhete premiado".

O Setor de Investigação Criminal de Tubarão tomou conhecimento, no final de maio deste ano, de um estelionato na modalidade golpe do bilhete premiado, ocorrido na cidade de Tubarão, que vitimou uma idosa de 74 anos, causando-lhe um prejuízo de R$ 64.000,00 (sessenta e quatro mil reais). De pronto se iniciaram diligências no intuito de identificar os autores do fato, tendo sido identificados uma mulher de 28 anos e um homem de 27.

A idosa foi abordada nas ruas de Tubarão por uma mulher que lhe pediu informações, logo em seguida um homem chegou e perguntou o que a mulher tinha nas mãos e essa então disse que era um bilhete premiado da loteria. Logo em seguida a mulher disse que não poderia receber o prêmio e os dois golpistas induziram a vítima a adquirir o bilhete falso. A idosa acabou por transferir mais de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) para os golpistas.

O Delegado de Polícia coordenador do setor de investigação representou pela expedição de 03 (três) mandados de busca e apreensão e pela prisão preventiva dos dois suspeitos, todos a serem cumpridos na cidade de Passo Fundo no Rio Grande do Sul, o que foi deferido pelo Poder Judiciário local.

Na manhã de ontem uma equipe composta por policiais do setor de investigação criminal de Tubarão, da DPCAMI de Tubarão e da Delegacia de Gravatal, se deslocou à cidade de Passo Fundo e, na manhã de hoje, com apoio da DRACO, deu cumprimento aos mandados de busca e apreensão e a um dos mandados de prisão preventiva. Um dos suspeitos encontra-se foragido.

Durante as buscas foi apreendido R$ 1.450,00 (um mil e quatrocentos reais) em dinheiro, além de outros elementos importantes para a investigação.

Essa é a segunda fase de uma investigação que já identificou 05 (cinco) autores de golpes do bilhete ocorridos em Tubarão, dos identificados, três encontram-se presos e dois foragidos. No final do mês passado o setor de investigação da Delegacia da Comarca de Tubarão já havia prendido duas mulheres que haviam pratica um estelionato da mesma modalidade, também contra um idosa, que gerou um prejuízo de R$ 42.000,00 (quarenta e dois mil reais).

Gostou? Compartilhe