Membro de facção criminosa com ramificação em Passo Fundo é preso em Santa Catarina

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ONDivulgação/ON
Divulgação/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Ministério Público do Rio Grande do Sul, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu mandado de prisão contra um integrante da mais alta cúpula da facção Os Manos. A ação ocorreu nesta quarta-feira (12), em Itapema, Santa Catarina, com apoio do Gaeco catarinense.

A partir de informações vindas do setor de Inteligência do 2º Batalhão de Policiamento em Área Turística, que apontou o possível paradeiro do criminoso, os agentes do Gaeco/RS e Gaeco/SC passaram a monitorar o foragido até localizá-lo. Foi, então, cumprido o mandado de prisão contra ele expedido pela 17ª Vara Criminal de Porto Alegre.

Na última semana o MP denunciou 14 pessoas ligadas a facção Os Manos, por crimes de tráfico de drogas, organização criminosa armada, incêndio e corrupção de menores, cometidos nos últimos dois anos em Panambi, Marau e Passo Fundo.

O grupo tinha atuação em Passo Fundo na região do “Sétimo Céu”. Os réus expulsaram e amedrontaram moradores do local, ocuparam imóveis escolhidos estrategicamente e passaram a explorar com exclusividade o tráfico de drogas. Posteriormente, alguns dos membros se deslocaram para as cidades de Panambi e Marau, onde a organização adotou o mesmo procedimento. Ou seja, escolheu lugares já conhecidos pela venda de drogas e expulsou os antigos ocupantes, a fim de monopolizar a atuação e impor suas próprias regras.

Gostou? Compartilhe