Morador de Vacaria criava um felino silvestre em casa

A Brigada Militar resgatou e animal e encaminhou para o Grupo de Estudos de Animais Silvestres da Universidade de Passo Fundo

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/BMDivulgação/BM
Divulgação/BM

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um filhote de felino silvestre foi resgatado de um cativeiro pela Brigada Militar na tarde de segunda-feira (14) em Vacaria.

Por volta das 17 horas, após denúncia de populares, policiais militares chegaram até uma residência no bairro Barcelos, onde o animal estava sendo mantido preso.

O autor do delito, um homem de 36 anos, afirmou aos policiais que teria encontrado filhote às margens da BR-116 junto ao corpo de sua mãe morta (vítima de atropelamento) há cerca de trinta de dias, e por não saber para qual órgão encaminhá-lo optou por criá-lo em sua residência. O morador foi autuado na lei de crimes ambientais e responderá processo criminal.

Conforme identificação preliminar do biólogo Fábio Mazin, especialista em felinos, se trata de um filhote de gato-maracajá (Leopardus Wiedii). O felino foi encaminhado pela ONG Amigo do Bicho aos cuidados do Grupo de Estudos de Animais Silvestres – GEAS da Universidade de Passo Fundo.

Gostou? Compartilhe