Reforma da DPPA deve ter início na próxima semana

O atendimento ao público, durante as obras, foi transferido ao prédio da 1ª Delegacia de Polícia

Por
· 1 min de leitura
O prédio foi construído há 20 anos, mas as obras nunca foram concluídasO prédio foi construído há 20 anos, mas as obras nunca foram concluídas
O prédio foi construído há 20 anos, mas as obras nunca foram concluídas

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Responsável pelos registros de ocorrência do público em geral, a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) deve passar por reformas a partir da próxima semana. Durante os 60 dias previstos para conclusão das obras, o atendimento vai ocorrer na 1ª Delegacia de Polícia, localizada na rua Antônio Araújo, Centro.


Conforme o delegado responsável, Gilberto Mutti Dumke, como não há previsão por parte do Estado, para conclusão do prédio, a reforma foi planejada em parceria com outros órgãos. “Precisávamos dar melhores condições de trabalho aos agentes e proporcionar, ao público, um espaço mais cômodo”, explica.


A verba, que fica próximo aos R$ 120 mil, foi adquirida junto ao Ministério Público do Trabalho e ao Poder Judiciário. Também houve apoio, em relação ao projeto e ao contrato, da Consepro, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Universidade de Passo Fundo (UPF). “Vamos aumentar o saguão e construir quatro guichês para atendimento. Haverá uma sala para os advogados dos presos, sala de triagem, espaço para imprensa e celas separadas, para homens e mulheres, ambas com mictórios”, comenta.

 

O prédio

O prédio que fica aberto 24h por dia, para atendimento do público, foi planejado para abrigar todas as delegacias de Polícia Civil do município, contudo, já se passaram 20 anos e as obras não foram concluídas. Entre os inúmeros capítulos da história, que se arrasta e parece não ter fim, estão as reformas feitas na parte do “plantão”, único atendimento que ainda existe no local. Há pouco mais de um ano, a fachada foi renovada.

 

DEAM
Onde existia a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), hoje ficam os Termos Circunstanciados (TC) – que são registros de fatos tipificados como infração de menor potencial ofensivo, ou seja, crimes de menor relevância. As vítimas de violência domésticas agora se dirigem ao prédio da rua Nascimento Vargas, Centro, que fica próximo ao Quartel do 3° BOE.

Gostou? Compartilhe