ALERTA: Outubro já registra 23 ocorrências de fogo em vegetação

Na fazenda da Brigada Militar, fogo consumiu mais de 2,5 mil metros quadrados de vegetação

Por
· 1 min de leitura
Uma das maiores ocorrências registradas neste período foi no domingo, na Fazenda da Brigada Uma das maiores ocorrências registradas neste período foi no domingo, na Fazenda da Brigada
Uma das maiores ocorrências registradas neste período foi no domingo, na Fazenda da Brigada
Você prefere ouvir essa matéria?

As chuvas abaixo da média histórica dos últimos meses, além de causar uma preocupação com o abastecimento de água para a população, também coloca em alerta os órgãos de segurança. Isso acontece porque a vegetação seca fica mais suscetível à queimadas. Pequenos focos de incêndio podem se alastrar com muita rapidez, e atingir grandes áreas, tanto de vegetação nativa, como lavouras. 

Um exemplo desse quadro aconteceu no último domingo (18), quando uma grande área localizada na região da Fazenda da Brigada, às margens da BR 285, incendiou. Por mais de três horas, bombeiros, policiais militares e policiais do batalhão ambiental trabalharam para controlar as chamas. O fogo atingiu áreas de mata e de vegetação rasteira. O vento forte ajudou a espalhar as chamas com mais rapidez e dificultou o combate. A fumaça pôde ser vista de diversos pontos da cidade. As chamas atingiram uma grande altura e chegaram muito próximas das residências, assustando os moradores que vivem na região do bairro São José.

Segundo o sargento Marcio Magioni, comandante do 1° Pelotão do Corpo de Bombeiros de Passo Fundo, a ocorrência foi considerada complexa, com alguns locais bastante íngremes, trazendo riscos para os bombeiros que estavam combatendo as chamas. Nesta ocorrência, foram consumidos aproximadamente 2,5 mil metros quadrados de vegetação.


BR 285

Na segunda-feira (19), outra grande ocorrência de fogo em vegetação atingiu uma área às margens da BR 285, nas proximidades do bairro Cidade Nova. O fogo destruiu parte da vegetação rasteira, além de alguns pinheiros.

 Segundo comandante, o numero de incêndios em vegetação vem aumentando nas últimas semanas. Entre os dias 1º e 20 de outubro, já foram registradas 23 ocorrências, uma média superior a de um incêndio por dia. “Muitas destas ocorrências são controladas rapidamente, principalmente quando é em vegetação rasteira, pois é possível combater o fogo com batedores. Neste ano estão acontecendo ocorrências consideradas grandes, como a de domingo, onde foram necessárias aproximadamente três horas para controlar a situação”, explicou ele. 


Causas 

Na maioria das ocorrências, os incêndios são provocados pela ação humana. “São pessoas que vão nadar em algum local e acabam fazendo uma pequena fogueira que acaba se alastrando, ou ainda, motoristas que jogam bitucas de cigarro às margens das rodovias, ou ainda vidros que são largados na vegetação, e com a incidência do sol, podem projetar calor e iniciar focos de incêndio”, explicou Magioni.

 Ocorrências de incêndio em vegetação podem se tornar uma ocorrência de crime ambiental. Magioni destacou que na grande maioria dos casos, os responsáveis pelas queimadas não são identificados.


Gostou? Compartilhe