Operação contra o tráfico prende quatro pessoas

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/Polícia CivilFoto: Divulgação/Polícia Civil
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Você prefere ouvir essa matéria?

Na manhã desta terça-feira (13) a Polícia Civil, através Draco Passo Fundo, coordenada pelo delegado Diogo Ferreira, desencadeou a Operação Horse, com foco em organização criminosa atuante e dedicada ao tráfico de drogas, especialmente, cocaína. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão preventiva.

O líder da ORCRIM foi preso em flagrante pela BM dia 12/01/21, onde foi apreendida significativa quantidade de cocaína. As investigações tiveram duração de 6 meses e elucidaram esquema criminoso articulado e comandado visando a venda/entrega de cocaína em Passo Fundo, e posterior lavagem de dinheiro.

Antes disso, o investigado que é líder do grupo já havia sido abordado/detido outras 3 vezes, mas que durante a fuga dispensava a droga. Outros dois integrantes da ORCRIM havia sido presos/detidos outras 5 vezes, também com cocaína.

O esquema funcionava da seguinte forma: usuários contatavam o líder que fechava a negociação, valores e quantidade da cocaína, e depois repassar os entregadores da droga local para entrega e quantia de droga a ser vendida ao usuário, que após a venda entregava o dinheiro ao “patrão”. Pouquíssimas vezes o investigado considerado líder do grupo entregava a droga.

Segundo apurado na investigação, o grupo criminoso vendia 6 a 8 kg de cocaína por semana somente em Passo Fundo. 

A lavagem de dinheiro se dava na construção de casas e compra de veículos, todos em nome de laranjas. Ainda os investigados mantinham alto padrão de vida, com compra de eletrônicos, eletrodomésticos e móveis de alto valor, tudo adquirido com dinheiro do crime.

A operação teve apoio das delegacias da 6ª DPR, DP de Chiapeta e Brigada Militar (3º RPMon).

Durante as buscas nesta manhã, 1 pessoa foi presa em flagrante por tráfico de drogas e 4 pessoas foram presas preventivamente, além disso foram apreendidos: 3 veículos (um deles avaliado em 140 mil reais, buchas de cocaína, dinheiro, joias, celulares, móveis (SmartTVs, geladeiras, fornos e mobílias adquiridas com dinheiro do crime).

Os investigados, apesar de não terem alta renda lícita, moravam em residências de alto padrão, bem como mobiliário.

Os presos serão encaminhados ao sistema prisional.


Gostou? Compartilhe