Governo nega cortes e diz que recursos não estavam liberados

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Gleisson Cardoso, afirmou hoje (1º) que não foram retirados recursos dos ministérios para cobrir gastos com o subsídio do óleo diesel. Segundo ele, os recursos já estavam contingenciados e, portanto, os ministérios não tinham autorização para executá-los.

 

“Dessa parcela de cancelamento de dotações de despesas discricionárias, toda ela é proveniente de recursos que estavam contingenciados. Nenhum ministério, autarquia ou fundação teve redução no orçamento que já estava liberado antes da composição desse crédito extraordinário de R$ 9,5 bilhões”, disse Cardoso durante coletiva de imprensa após reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento.

 

A partir de agora, as reuniões do grupo vão ocorrer com menor regularidade. Nos últimos dias, os ministros se reuniram duas vezes ao dia, de manhã e ao final da tarde, no Palácio do Planalto, para fazer uma avaliação do panorama da paralisação dos caminhoneiros e depois da retomada do abastecimento no país.

Gostou? Compartilhe