Luciano é o novo prefeito de Passo Fundo

Candidato do PPS recebeu 51,08% dos votos válidos. Com uma diferença de 5,1 mil votos, Cecconello ficou em segundo lugar. Osvaldo Gomes recebeu 32.574 votos. Luciano concorreu pela coligação ?EURoeJuntos por Passo Fundo?EUR? e venceu a disputa pela prefeitura com Juliano Roso (PCdoB).

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Amanda SchArr e Daniela Wiethölter Lopes /ON

Depois de três eleições disputando a Prefeitura de Passo Fundo (2004, 2008, 2012), Luciano Azevedo (PPS) foi eleito neste domingo (7) o novo prefeito de Passo Fundo. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 39.872 eleitores, o que representa 51,08% dos votos válidos, votaram na chapa composta pelos partidos da coligação Juntos por Passo Fundo - PPS, PRB, DEM, PRTB, PHS, PMN, PV, PRT, PSDB, PC do B, PPL e PSD. Luciano venceu a disputa pela prefeitura com o vice, Juliano Roso (PCdoB).

Em segundo lugar ficou Rene Cecconello (PT) com 34.732 votos, 44,49% dos votos válidos. Os votos de Osvaldo Gomes (PMDB) não aparecem na contagem do TSE por ter tido a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral, mas segundo o juiz eleitoral ele recebeu 32.574 votos. Com isso, oficialmente Bradimir da Silva, do PSTU, ficou em terceiro lugar, recebendo 1.893 votos, representando 2,43% dos eleitores. Marcelo Zeni (PSOL) obteve 1.564 votos (2%). Brancos somaram 3.115 votos (2,66%) e nulos 35.791 votos (30,61%) – incluindo os votos de Gomes.

Comemoração da vitória

Às 20h o prefeito e o vice-prefeito eleitos chegaram ao comitê de campanha da coligação Juntos por Passo Fundo. Na esquina da Avenida Brasil com a Rua Marcelino Ramos, uma aglomeração de pessoas aguardava a chegada de Luciano a Juliano há mais de uma hora. Recepcionados com abraços da militância e gritos de vitória, um cordão humano precisou ser feito para que os novos administradores do município pudessem chegar à sede do comitê.  

As primeiras palavras de Luciano foram de gratidão aos eleitores e comprometimento com a cidade. “Sempre confiamos que poderíamos ganhar a eleição e ganhamos graças à confiança da população de Passo Fundo a quem eu agradeço e reafirmo o compromisso com tudo aquilo que dissemos durante a campanha eleitoral. Foi muito importante o carinhos das pessoas e isso nos dá um compromisso grande com a cidade”, afirmou. A vitória foi avaliada como fruto de um conjunto de elementos, alguns construídos muito antes do período eleitoral. “Ganhamos esta eleição por quatro motivos: primeiro a qualidade do candidato a vice-prefeito que era muito melhor do que os outros. Em segundo lugar teve a construção política com os partidos, em terceiro lugar o conjunto de propostas que nós fizemos e que, podem ter certeza, todas elas serão implementadas, e por último, eu agradeço à comunidade que acreditou nesta relação profunda que a gente construiu ao longo destes últimos vinte anos. Não se ganha uma eleição só em três meses, se ganha eleição com anos e anos de dedicação e de amor por uma cidade; andando na rua, falando com as pessoas, vivendo a vida da cidade e eu acho que isso foi fundamental”, considerou Luciano.

Durante o pronunciamento à militância, o próximo administrados de Passo Fundo exaltou a qualidade do seu companheiro de chapa. “Quero fazer uma saudação ao vice-prefeito eleito, o Juliano, essa figura extraordinária que nos encheu de coragem, que mobilizou a militância e que me ensinou a fazer campanha de um jeito que eu ainda não conhecia. Ele será um grande vice-prefeito e dará uma contribuição ainda maior para Passo Fundo”, elogiou.

 “Quero agradecer a Deus que me deu esta oportunidade, agradecer à minha família que acreditou e confiou em mim, suportou as minhas ausências, e agradecer muito a todos vocês. A eleição acabou a cidade precisa estar unida. Viva Passo Fundo!”,

Para depois da festa

Questões técnicas, sobre as primeiras ações da próxima administração e a composição dos quadros do primeiro escalão foram deixadas para um segundo momento. “Este é um momento de comemoração. Estamos aqui agradecendo aos nossos apoiadores, está aqui o ex-prefeito Fernando Machado Carrion que foi fundamental para a nossa vitória, o vice-prefeito Juliano Roso que compôs a chapa com muita qualidade e nós vamos serenamente avaliar os próximos passos e montar um governo de qualidade, comprometido e com soluções para a nossa Passo Fundo”, garantiu.

Secretariado técnico

Sobre a composição do secretariado da próxima administração, o prefeito eleito foi cauteloso. Ele afirmou ser muito cedo para definir nomes, mas que o quesito técnico será privilegiado.  “Sempre dissemos durante a campanha que nós iremos privilegiar quadros técnicos para solucionar problemas antigos, mas o perfil nós vamos construir ao longo das próximas semanas. Vamos agora trabalhar com os nossos companheiros, montar o governo e discutir os próximos passos com muita cautela. Hoje é um dia de comemoração para depois com muita tranquilidade montarmos o governo”.

Governabilidade

A governabilidade é outro tema que deve ser analisado a partir dos próximos dias. Com cinco vereadores eleitos a Coligação Juntos por Passo Fundo tem uma bancada pequena frente aos partidos que neste momento se configuram como oposição. Mesmo assim, Luciano não revelou se atuais adversários se tornarão aliados e optou por uma saída diplomática. “Tenho vinte anos de vida parlamentar, tenho muito respeito pelo parlamento e sei que a Câmara de Vereadores em Passo Fundo sempre colaborou com as administrações, não será diferente agora. Vamos conversar eu e o Juliano, avaliar isso e vamos construir um governo tranquilo”, disse.

Palavra do vice

Em seu primeiro pronunciamento como vice-prefeito, Roso destacou que a campanha foi difícil, com três candidaturas competitivas, mas que a representação do novo e de mudança foi fundamental para a vitória. "Nós conseguimos com esforço nosso, da nossa militância e dos nossos apoiadores, capitalizar o sentimento de mudança da população e o resultado veio nas urnas”, afirmou em seu discurso, enquanto era saudado pelos presentes. Sobre a organização do governo, o comunista disse que o seu partido pretende fazer um governo de transformação da realidade social de Passo Fundo. “O PCdoB vai continuar tendo o mesmo papel, vai ajudar muito o governo, não só como vice-prefeito, mas também com os vereadores da bancada do PCdoB eleitos. Além disso, nós vamos ajudar, através da nossa relação com o governo Tarso Genro no Estado, além de fazer a ponte com o governo federal”.

Juliano deixou implícitas críticas à administração atual e considerou que a vitória foi também “sobre a máquina pública”. “Vencemos jogando limpo, sempre olhando no olho das pessoas, sempre fazendo a nossa campanha de forma serena e tranquila, contra os boatos, contra as mentiras, contra a sacanagem que faziam contra nós no dia a dia”.

 Palavra do coordenador de campanha

O coordenador geral da campanha de Luciano, Tadeu Karczeski, também presidente do PSD, destacou que a campanha foi focada no equilíbrio. “Nós sabíamos que eleição seria muito difícil, especialmente porque os principais candidatos estavam no mesmo patamar. Então focamos a campanha na estratégia de não somente atacar os opositores e ficamos com o pé no chão, trabalhando voto a voto e apresentando propostas novas, que era o que o povo estava pedindo”. A vitória, o coordenador dedicou ao trabalho dos 12 partidos que compuseram a coligação. “Foi uma vitória justa, uma vitória do povo e graças ao trabalho de todos. Doze partidos pareciam um partido só”, destacou.

O apoio do ex-prefeito

Durante a comemoração da vitória, o apoiador e ex-prefeito Fernando Machado Carrion, da extinta Arena, se manteve ao lado de Luciano durante a maior parte do tempo. Com um discurso entusiasmado, Carrion saudou a vitória do novo prefeito, relembrou o início de sua trajetória profissional e fez planos para auxiliar a próxima administração do município. “O Luciano começou trabalhando comigo, no meu escritório na Avenida Brasil, quando eu era deputado federal e nós estaremos juntos nos próximos quatro anos, fazendo com que Passo Fundo resgate o atraso que ficou, haveremos de trabalhar juntos para arrumar o trânsito de Passo Fundo. Haveremos de conduzir de novo Passo Fundo para o seu grande caminho”, prometeu Carrion. Os candidatos à Câmara e os vereadores eleitos pela coligação também foram lembrados pelo ex-prefeito, que destacou o papel destas lideranças durante a campanha e nos próximos anos de governo.

O ex-prefeito falou ainda da crença que manteve durante a campanha, mesmo com os importantes apoios dos adversários.  “Quando eu me via na televisão pequeno e do outro lado o Lula e a Dilma, eu dizia ‘haveremos de vencer porque a nossa proposta é a melhor’, e eu aqui digo a todos os passo-fundenses, nós com Luciano e Juliano, haveremos de fazer um governo que vai ficar marcado no século XXI”, completou Carrion.

Confira o resultado oficial:

Candidatos nº de votosPorcentagem
Luciano Azevedo (PPS) 39.872 votos     51,08%
Rene Cecconello (PT)       34.732 votos44,49%
Osvaldo Gomes (PMDB)                   32.574 votos--------
Bradimir da Silva(PSTU)                    1.893 votos2,43%
Marcelo Zeni (PSOL)    1.564 votos02%
   
Brancos3.115 votos2,66%
Nulos 35.791 votos30,60%
Total de votos116.967 votos85,87%
Abstenção9.241 eleitores(14,13%
Votos válidos78.06166,74%

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Gostou? Compartilhe