Lula ficará junto com a militância em São Bernardo do Campo, diz Gleisi Hoffmann

"Eu queria deixar claro que não há por parte do presidente Lula nenhum descumprimento da sentença do mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro", afirmou

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse a pouco que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "permanecerá junto com a militância" na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP) e que "exerceu a opção" de não se apresentar à Polícia Federal em Curitiba.

 

"Eu queria deixar claro que não há por parte do presidente Lula nenhum descumprimento da sentença do mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro. Ele tinha a opção dada pelo juiz de ir até Curitiba. Não exerceu essa opção", disse Gleisi. Na ordem de prisão, Moro informou que o ex-presidente poderia se apresentar voluntariamente até as 17h de hoje (6) à Polícia Federal em Curitiba.

 

Segundo ela, Lula continuará no sindicato junto com aliados e os militantes, que estão do lado de fora em apoio. "Ele está aqui no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em um lugar público. Muitas pessoas sabem onde ele está. Aliás, o mundo sabe onde ele está. Vocês estão acompanhando. Aqui ele permanecerá junto com a militância", acrescentou.

Gostou? Compartilhe