Quem não regularizou o título não pode votar

Fila no último dia de prazo para ficar quites co a Justiça Eleitoral terminou ontem com grande movimentação

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O expediente do Cartório Eleitoral de Passo Fundo entrou à noite ontem. É que centenas de pessoas aprovietaram o último dia de prazo para regularizar o título de eleitor. A fila começou logo cedo e permaneceu assim até a noite. Dobrou a quadra na Fagundes dos Reis. Mais de mil pessoas foram atendidas entre sábado e quarta-feira.


Agora, quem perdeu o prazo só poderá fazer as alterações após as eleições. Aqueles que não conseguirem transferir o domicílio eleitoral têm a opção de justificar o voto, mas os que ficarem com o título irregular não poderão votar, nem vão receber a certidão de quitação eleitoral, necessária para alguns procedimentos, como tirar passaporte e assumir vaga no serviço público. O voto é obrigatório para os brasileiros a partir dos 18 anos e facultativo para jovens de 16 e 17 anos, maiores de 70 anos e analfabetos.


Para verificar se o título de eleitor está regular, basta preencher o nome completo e a data de nascimento diretamente na página do Tribunal Superior Eleitoral. Quem deixou de votar em mais de três eleições e não justificou a ausência nos pleito precisa regularizar a situação.

Gostou? Compartilhe