DNIT está levantando custos para lançar edital da Transbrasiliana

Após conclusão do documento, órgão deve contratar empresa para realizar as obras de pavimentação asfáltica no trecho entre Passo Fundo e Erechim. Novo ato deve ocorrer nas próximas semanas

Por
· 3 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

Conforme informações repassadas pelo prefeito de Ipiranga do Sul, Mario Luiz Ceron, órgão federal está levantando custos para elaborar o documento que irá contratar a empresa que conduzirá as obras de pavimentação asfáltica no trecho entre Passo Fundo e Erechim

 

Uma das principais demandas da comunidade regional, a pavimentação asfáltica da BR 153, trecho entre Passo Fundo e Erechim e que faz parte da Transbrasiliana, parece mais próxima de um desfecho. Nesta terça-feira (4), em entrevista concedida ao ON, o prefeito de Ipiranga do Sul, Mario Luiz Ceron, uma das lideranças regionais que vem fazendo frente a demanda nos últimos anos, disse que esteve em Porto Alegre, há 40 dias, onde tratou sobre o assunto com representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Na ocasião, ele foi informado de que o órgão federal está levantando custos para elaborar o edital que vai licitar a empresa que conduzirá o trabalho.


"Após essa viagem, há 20 dias, através de contato telefônico, conversei novamente com um representante do DNIT e fomos informados de que está, de fato, em andamento a elaboração do edital. Entretanto, ainda não temos conhecimento sobre a data de publicação do documento e o cronograma de obras. Se dependesse de nós, este trabalho já estaria concluído há muito tempo", cita o prefeito.


De acordo com Mario, o custo total da pavimentação asfáltica no trecho de 20 quilômetros está orçado em aproximadamente R$ 6 milhões, com recursos próprios do DNIT. O valor já foi liberado pelo governo federal. "Esta obra é de grande importância para todo o estado e trará um impacto bastante positivo principalmente para a região Norte, onde diversas áreas serão beneficiadas, como saúde, educação e economia. O próprio escoamento da produtividade agrícola da região deverá ganhar com isso, pois a questão da logística é essencial para melhorarmos esse processo", complementa Mario, que emenda:


"Sabemos que o DNIT deve ter mil demandas semelhantes a essa em todo o país, e que nesse momento as reformas que estão em discussão em Brasília também acabam influenciando nessa demora, pois se fala muito que o Brasil só vai andar após elas serem votadas no Congresso. Então, apesar de não termos nenhuma garantia, seguimos confiantes na execução dessa obra o mais breve possível".


Sobre uma possível mobilização de lideranças regionais para reforçar o pedido, o prefeito de Ipiranga do Sul cita que deverá ocorrer um novo ato nas próximas semanas. "Sem dúvida queremos organizar um novo ato, mas esperamos que dessa vez seja para comemorar a efetivação da pavimentação asfáltica da BR 153. Entretanto, se tivermos que nos mobilizar para reforçar esse pedido junto a sociedade, também o faremos", encerra.


Procurada para se posicionar a respeito da elaboração do edital, a assessoria de imprensa do Dnit não retornou até o fechamento desta edição.


Relembre
Em julho de 2018, o Comitê Executivo Pró-Conclusão da obra da BR 153, juntamente com a Universidade de Passo Fundo (UPF) e os Conselhos Regionais de Desenvolvimento da Região da Produção e Norte, realizaram um o ato de autorização para licitação de elaboração do projeto técnico da pavimentação da BR 153. O encontro reuniu lideranças políticas e comunitárias e contou com a participação do DNIT, por meio da Superintendência Regional no Estado do Rio Grande do Sul. Na ocasião, o órgão informou que iniciaria os trâmites para o processo licitatório de contratação dos estudos técnicos e ambientais necessários a implantação da pavimentação. Desde então, nenhum outro anúncio público referente a obra foi feito pelo DNIT.


Inaugurada em 1959, durante o governo de Juscelino Kubitschek, a BR 153 também é conhecida pelos nomes de Rodovia Transbrasiliana e Rodovia Belém-Brasília, e é a quinta maior rodovia do Brasil. Ela liga a cidade de São Domingos do Araguaia (PA) ao município de Aceguá (RS) e totaliza 3.585 quilômetros de extensão. Desde sua inauguração, no entanto, o trecho compreendido entre Passo Fundo e Erechim não foi concluído, o que vem motivando as autoridades regionais a reivindicarem a retomada.

Gostou? Compartilhe