Carine Weber é a nova coordenadora da 7ª CRE

A passo-fundense foi escolhida para o cargo por meio de um processo seletivo; ela assume a coordenação nesta sexta-feira

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

A 7ª Coordenadoria Regional de Educação (7ª CRE), órgão responsável por atender 32 municípios da região, contará com uma nova coordenadora a partir desta sexta-feira. A nomeação da pedagoga Carine Imperator Weber ao cargo aconteceu durante uma cerimônia no Palácio Piratini, realizada na manhã de ontem (2), quando o governador do Estado, Eduardo Leite, divulgou também o nome de outros 29 profissionais que passam a coordenar as demais CREs do Estado. Com sede em Passo Fundo, a 7ª CRE estava sem um titular desde 23 de agosto deste ano, quando Elton Luiz D’Marchi anunciou que deixaria o cargo depois de quase dois anos atuando como coordenador.


Embora seja natural de Passo Fundo, Carine reside atualmente na capital gaúcha, onde vinha atuando, até então, como Assessora Técnica Especialista em Educação na Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre, nos processos de acompanhamento pedagógico, qualificação da Educação Básica e celebração de parcerias entre o poder público e a iniciativa privada. Ela deixou o cargo para assumir a 7ªCRE. Além de ser formada em Pedagogia pela Universidade de Passo Fundo (UPF), Carine é também especialista em Educação Infantil e 1º Ano do Ensino Fundamental, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e mestre Educação, na Linha de Pesquisa Estudos sobre Infâncias, também pela UFRGS. A nova coordenadora tomará posse nesta sexta-feira e inicia os trabalhos à frente do órgão na próxima semana.


A novidade na nomeação de Carine ao cargo é que a pedagoga foi escolhida por meio um processo seletivo e não por indicação política, como acontecia antes de o atual governo do Estado adotar, em abril deste ano, uma metodologia denominada “Qualifica RS”. O programa determina que a escolha de profissionais para cargos de liderança dentro da administração pública seja feita com base na avaliação de competências.


A primeira edição do “Qualifica RS”, concluída na última segunda-feira, recebeu mais de quatro mil candidaturas. Todos os candidatos passaram por processo seletivo desenvolvido e acompanhado de forma on-line. Os profissionais foram selecionados após uma série de etapas, como análise de currículo e entrevista por competências, além de entrevista com especialistas nos temas do cargo a ser preenchido. Ao final dessas fases, foi elaborada uma lista de finalistas sugeridos aos gestores diretos da vaga, para que o governo tomasse a decisão final para o preenchimento dos cargos.

 

Gostou? Compartilhe