Prefeito de Pontão testa positivo para o coronavírus

Nelson José Grasselli afirma que está providenciando testes para pessoas com quem teve contato

Por
· 1 min de leitura
O Prefeito realizou uma transmissão ao vivo para tranquilizar a população (Foto: divulgação)O Prefeito realizou uma transmissão ao vivo para tranquilizar a população (Foto: divulgação)
O Prefeito realizou uma transmissão ao vivo para tranquilizar a população (Foto: divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Secretaria Municipal de Saúde de Pontão confirmou no domingo (26/04) dois casos de coronavírus na cidade, um deles do prefeito Nelson José Grasselli. Ele explica que fez o teste rápido na sexta-feira no Hospital de Clínicas para tirar a dúvida, mas que apresenta apenas sintomas muito leves. Diabético, o Prefeito está realizando acompanhamento médico. “Agora mesmo acabei de consultar com o médico para ver se continua ativo”, contou o prefeito pelo telefone. Além dele, sua companheira também testou positivo para o vírus. Ambos estão isolamento e solicitaram para que as pessoas com quem tiveram contato se isolem. Além disso, o prefeito está iniciando um processo para aquisição de testes para essas pessoas. “Não tem suspeita de outros casos, é uma prevenção, na verdade, para ver como está”, explicou Grasselli.

O prefeito afirma que não sabe como pode ter se contaminado. “Não faço nem ideia, porque não viajei nos últimos dias, não tive contato com pessoas que viajaram”, disse Grasseli. Ele explica que estava se cuidando há dias e que não teve contato com pessoas de outros municípios.

Pontão

O município de aproximadamente 3.900 habitantes teve o primeiro caso de coronavírus confirmado no sábado (25/04). A Secretaria de Saúde informou que a paciente estava bem, que não houve necessidade de internação e que ela estava em isolamento domiciliar submetida a monitoramento. 

O decreto em vigência na cidade permite a abertura de estabelecimentos comerciais, restaurantes e locais religiosos, inclusive para cultos e missas. O município decretou também restrições. Nos estabelecimentos comerciais está proibida a aglomeração de pessoas e os restaurantes podem abrir apenas no horário de almoço, com a redução de 50% do número de mesas e sem serviço de buffet. Nos locais religiosos existe um limite máximo de trinta pessoas no local, dentre outras determinações. Por telefone, o prefeito Nelson José Grasselli afirmou que mudanças podem ser determinadas amanhã (28/04).

Gostou? Compartilhe