Outono mais quente e com chuvas abaixo da média

Por ser uma estação de transição entre o verão e o inverno,também se caracteriza por grandes amplitudes térmicas.

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Com chegada marcada para às 13h14min, do próximo dia 20, o outono deve ter chuvas abaixo das médias e dias mais quentes para a estação. O prognóstico é do Instituto Nacional de Meteorologia, e leva em consideração o fênomeno La Niña, que começa a perder força.


De acordo com o observador meteorológico da Embrapa Trigo, Ivegdonei Sampaio, históricamente o outono é o período com menor incidência de chuvas durante o ano. Tanto que para os meses de abril e maio, as médias são de apenas 100 e 114 milímetros, respectivamente. Por ser uma estação de transição entre o verão e o inverno,também se caracteriza por grandes amplitudes térmicas. O mês de abril deve ser mais quente que em anos anteriores.


Verão
Os últimos dias do verão vêm batendo recordes. Na última terça-feira (13), os passo-fundenses vivenciaram em apenas 24 horas, a temperatura mais baixa e a mais alta durante toda a estação. Por volta das 5h da madrugada, os termômetros da Embrapa Trigo registraram a mínima de 10º graus. Na metade da tarde, mais precisamente às 15h30min, a temperatura bateu o recorde de todo o verão, chegando aos 32º graus. Uma amplitude térmica de 22ª graus num intervalo de apenas 10 horas. Em relação ao índice de chuvas, nos primeiros 14 dias março foram registrados apenas 14 mm, para uma média mensal de 135 milímetros.


Próximos dias
A área de instabilidade registrada na madrugada de quarta-feira, deve ganhar força na noite de hoje provocando pancadas de chuva, seguida de rajadas de vento. Em pontos isolados existe a possibilidade de queda de granizo. A instabilidade deve seguir até madrugada de sexta-feira, com riscos de temporais, mas ela se afasta da região de Passo Fundo ainda durante o dia.


O fim de semana terá temperaturas elevadas, com mínima de 18º graus e máximas de 32ª graus. Segundo Sampaio, há previsão de pancadas de chuva durante o final da tarde de sábado e domingo.


La Niña
De acordo com o site Somarmeteorologia, o fenômeno La Niña, que consiste no resfriamento da temperatura das águas superficiais do Pacífico equatorial, chegará totalmente ao fim durante o trimestre março-abril-maio, ou seja, durante o outono do Hemisfério Sul. Surgirá a partir daí uma neutralidade que prosseguirá até pelo menos o fim do inverno. Para o segundo semestre, recomenda-se cautela. Embora existam especulações em torno do fenômeno El Niño (aquecimento das águas do Pacífico). O término do La Niña e o aparecimento da neutralidade não mudam o cenário climático do Brasil.

Gostou? Compartilhe