Reitora da UPF diz que fará gestão compartilhada e inovadora

Posse ocorreu na sexta-feira à noite e mais de 600 pessoas prestigiaram o ato

Escrito por
,
em
Bernandete é a primeira mulher a assumir o comando da instituição

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?
A Universidade de Passo Fundo (UPF), que completou 50 anos de fundação neste ano de 2018 e formou mais de 77 mil profissionais ao longo de sua trajetória, realizou, nesta sexta-feira, 20 de julho, a solenidade de posse da nova Reitoria. Foram diplomados para gerir a maior instituição de ensino superior do norte gaúcho a reitora Dra. Bernadete Maria Dalmolin e os vice-reitores de Graduação, Dr. Edison Alencar Casagranda; de Pesquisa e Pós-Graduação, Dr. Antônio Thomé; de Extensão e Assuntos Comunitários, Dr. Rogerio da Silva; e Administrativo, Dr. Cristiano Cervi. Além deles, tomaram posse os diretores das 12 Unidades Acadêmicas da Universidade e também foram apresentados os diretores de campi e coordenadores de cursos. Autoridades, convidados, professores, diretores de campi, alunos e funcionários prestigiaram o ato, que ocorreu no Centro de Eventos da UPF.
 
A UPF tem caráter comunitário e sua missão é produzir e difundir conhecimentos que promovam a melhoria da qualidade de vida e formar cidadãos competentes, com postura crítica, ética e humanista, preparados para atuarem como agentes de transformação. A Universidade é referência em educação superior no Rio Grande do Sul e na região sul do Brasil. Reconhecida pela qualidade do ensino, a Universidade conta com cerca de 2 mil alunos, 1,2 mil funcionários, 920 professores, 60 cursos de graduação, 70 cursos de especialização em andamento, 15 mestrados, 6 doutorados e 9 estágios pós-doutorais. As unidades acadêmicas estão instaladas em Passo Fundo e nos campi de Carazinho, Casca, Lagoa Vermelha, Palmeira das Missões, Soledade e Sarandi.
 
Em seu pronunciamento, o agora ex-reitor da UPF, professor Me. José Carlos Carles de Souza, que esteve à frente da gestão durante dois mandatos (2010-2014/2014-2018) falou sobre a emoção do momento, que se justifica pelo sentimento de dever cumprido e pela certeza de que muitas conquistas foram alcançadas. “Mais do que feliz, sinto-me muito feliz. Sinto-me orgulhoso e honrado por ter conduzido duas gestões memoráveis da UPF”, disse ex-reitor. 
 
O professor José Carlos afirmou ainda que se sente extremamente honrado pelo exercício do cargo de reitor de uma grande Universidade, e orgulhoso pelo fato de liderar, junto com os colegas vice-reitores, as grandes iniciativas da UPF. “Sinto-me grato pela convivência altaneira, pela dedicação, pelo comprometimento, pela participação e pelo companheirismo de cada um dos meus colegas na condução das questões da nossa UPF. Levo, hoje, um grande sorriso.  E levo, também, a certeza de que, ao longo dos anos em que estive na UPF, escrevi, ao lado de cada um, importantes capítulos de uma extraordinária história”, completou.
 
Durante a solenidade, a presidente da Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), Me. Maristela Capacchi, diplomou e deu posse à Reitoria. Em seu discurso, ela agradeceu e reconheceu a gestão que nos últimos oito anos dirigiu a Universidade e, além disso, cumprimentou e desejou uma trajetória de sucesso à nova gestão. “Desejamos que, todos juntos, possamos continuar escrevendo capítulos de progresso e de sucesso, com pessoas que formam e transformam o mundo, a partir de um cenário de educação e de conhecimento. Que cada um de vocês seja instrumento de construção, que seja um diferencial nesse contexto de crescimento e que possa ajudar a escrever novas páginas de sucesso na história da UPF”, proferiu Maristela.
 
Em um momento marcante para a Universidade, pela primeira vez, em cinco décadas de história, a UPF terá uma reitora à frente da gestão. Bernadete Maria Dalmolin é mestre e doutora em Saúde Pública, especialista em Gestão do Ensino Superior e em Saúde Mental e Administraça??o Estratégica em Saúde, além de ser graduada em Enfermagem. Na gestão passada, conduziu a pasta da vice-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários. 
 
“...Creio numa força imanente, que vai ligando a família humana, numa corrente luminosa, de fraternidade universal...” Citando em seu discurso mais de uma vez a poetisa Cora Coralina, de quem é muito fã, a reitora reforçou o quão compartilhada, integrada e inovadora deverá ser a gestão. “Ao projetar o futuro, ancoro o meu trabalho na coletividade e na convicção de que a Universidade deve produzir conhecimento inovador; deve interagir com a comunidade e deve formar profissionais e cidadãos que, além de competentes, sejam promotores da justiça, defendam a democracia, zelem pelo bem comum e pelo meio ambiente, cooperando, assim, com o desenvolvimento social e econômico da sociedade”, afirmou Bernadete, salientando ainda o comprometimento com um bem precioso da sociedade: a educação. “A cada vez que mergulho nas memórias da UPF, lembro-me que nascemos de um sonho coletivo voltado ao cumprimento de uma das missões mais nobres para a espécie humana: a educação!”, enfatizou a reitora.
 
A nova reitora também falou sobre os grandes desafios que assolam o ensino superior e o país de uma maneira geral. “Somos sabedores dos grandes problemas que atingem o país, a educação superior e a nossa própria universidade, o que, se, por um lado, significa que temos consciência de que muitos desafios nos esperam nos próximos anos, por outro, nos dá a forte convicção de que estamos preparados para enfrentar esses desafios com firmeza, responsabilidade e coragem”, assegurou.
 
O vice-reitor de Graduação, Dr. Edison Alencar Casagranda, comentou que desde o momento em que foram colocadas, para apreciação da comunidade acadêmica, as propostas de universidade, muitos foram – e serão – os desafios a serem encarados. “A Universidade existe para que o aluno possa ter uma boa qualificação, então, podemos qualificar os processos internos, dando agilidade para que o estudante tenha aquilo que precisa do ponto de vista acadêmico, sem muita demora. E do ponto de vista externo, vivemos um momento político, cultural, social e econômico que interfere de forma decisiva na nossa Instituição, então, que a gente consiga, apesar de todos os desafios externos, continuar fazendo o que a UPF vem fazendo muito bem ao longo dos seus 50 anos”, desejou. 
 
A reitora Bernadete, por meio de uma procuração, recebeu a diplomação do vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Dr. Antônio Thomé. O vice-reitor estava em viagem, e, em virtude de um problema de conexão aérea, não conseguiu chegar a tempo para a cerimônia de posse da Reitoria 2018-2022. 
 
Para o vice-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, professor Dr. Rogerio da Silva, assumir a função junto à Reitoria é um desafio, mas também uma realização. “É um momento de muita emoção. Estar na Reitoria é, sem dúvida, um momento especial para todo docente. Sabemos dos desafios e do compromisso de manter as ações desenvolvidas até aqui na área da extensão e de assuntos comunitários. Estamos dispostos a enfrentar os obstáculos e a tornar a UPF ainda maior”.
 
Já o vice-reitor Administrativo, Dr. Cristiano Cervi ressaltou que a expectativa para a nova gestão é muito grande, principalmente por esse ter sido um projeto construído por várias pessoas. “Isso nos motiva a implementar esse projeto, buscando uma gestão compartilhada, buscando ouvir as pessoas que fazem a Universidade. Não somos só em cinco, somos muito mais do que isso. E é isto que nos move: a valorização dessas pessoas, fazer uma gestão proativa, com inovação, que busque alternativas diante do contexto de dificuldades que estamos vivendo. Nós acreditamos que o nosso projeto vai ser bem-sucedido, principalmente, pelo comprometimento de toda a comunidade acadêmica”, destacou.
 
Autoridades de todo o estado prestigiaram o evento, entre elas, o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo; o presidente da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, Pedro Daneli; o 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa do RS, deputado Juliano Roso; o 1º vice-presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc), reitor da Univates Ney José Lazzari; o vice-presidente do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), reitor da UCS Evaldo Antonio Kuiawa.
 
A Reitoria recebeu mensagens de autoridades de todo o país. Também estiveram presentes os ex-vice-reitores de Graduação Rosani Sgari, de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos, e Administrativo Agenor Dias de Meira Junior; reitores e representantes de outras instituições de ensino; autoridades das áreas judiciária e eclesiástica; prefeitos, vice-prefeitos, secretários de diversos municípios da região; representantes de entidades; autoridades acadêmicas de universidades do estado; professores, acadêmicos e funcionários. O evento contou ainda com a apresentação da Big Band Comunitária UPF, do Coral UPF e do Núcleo Suzuki.  Os grupos artísticos são vinculados à Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários.
 
“Ser a primeira reitora da história da Instituição traz um efeito simbólico importante para todos os que acreditam e lutam por igualdade”
Com orgulho e solidariedade, Bernadete Maria Dalmolin destacou o simbolismo de ser a primeira reitora mulher nestes 50 anos de história da Universidade. “E se falamos em igualdade, em respeito e em democracia, julgo apropriado fazer um destaque a partir do meu lugar de mulher e registrar, com orgulho, a solidariedade das múltiplas vozes representadas e irmanadas nessa conquista: a de ser a primeira reitora da Universidade de Passo Fundo”, declarou a reitora.
 
O desejo por uma sociedade igualitária também foi enfatizado nas palavras da nova reitora. “Eu diria que o Brasil e o mundo ainda têm uma dívida social e subjetiva com as mulheres, então, ser a primeira reitora da história da Instituição traz um efeito simbólico importante para todos os que acreditam e lutam por igualdade de oportunidades, igualdade de gênero nas relações de trabalho e na sociedade como um todo, questões que, esperamos, sejam legítimas para todos nós, em todos os espaços e em todos os momentos de nosso trabalho. Esse foi um grande presente que a comunidade universitária me ofereceu no seu cinquentenário e eu espero honrá-lo à altura de sua dignidade”, declarou a reitora Bernadete Maria Dalmolin.
 
Diretores tomam posse
Durante o ato, a reitora da UPF diplomou os seguintes diretores de Unidades Acadêmicas:
- Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAMV): Dr. Eraldo Lourenso Zanella
- Faculdade de Artes e Comunicação (FAC): Dra. Bibiana de Paula Friderichs
- Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (Feac): Dr. Verner Luis Antoni
- Faculdade de Direito (FD): Me. Edmar Vianei Marques Daudt
- Faculdade de Educação (Faed): Dra. Adriana Dickel
- Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (Feff): Me. Andrea Bona
- Faculdade de Engenharia e Arquitetura (Fear): Dra. Vera Maria Cartana Fernandes
- Faculdade de Medicina (FM): Dr. Paulo Roberto Reichert
- Faculdade de Odontologia (FO): Carlos Roberto Lago
- Instituto de Ciências Biológicas (ICB): Dra. Marilene Rodrigues Portella
- Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg): Dr. Luiz Marcelo Darroz 
- Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH): Dra. Patrícia da Silva Valério
 
Confira a galeria de imagens da solenidade de posse dos novos gestores da Universidade acessando aqui: https://www.flickr.com/photos/universidadedepassofundo/sets/72157671400476028/
Gostou? Compartilhe