Tornado provoca destruição e duas mortes na região

Cinco carretas foram tombadas por ventos de até 300 km/h

Escrito por
,
em
Situação foi pior no interior dos municípios atingidos

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A MetSul Meteorologia confirmou que um tornado de nível F3, com ventos até 300 km/h foi o responsável pelos estragos provocados na madrugada de ontem, na região Norte do Estado. A força dos ventos destruiu dezenas de residências, aviários, galpões, arrancou árvores, postes, e causou a morte de duas pessoas. Os municípios de Coxilha, Sarandi, Água Santa e Ciríaco foram os mais atingidos. O tornado provocou ainda, o tombamento de cinco caminhões que viajavam pela ERS 463 em Coxilha, e ERS 404, em Sarandi. Em Passo Fundo, os bombeiros registraram apenas queda de galhos nas ruas. Na BR 285, próximo de Lagoa Vermelha, a via ficou totalmente obstruída no início da manhã, com a queda de uma árvore.


Uma das mortes provocadas pela ação do vento aconteceu na comunidade de Linha Reginatto, interior de Ciríaco. José Alves Nunes, 53 anos, teve a casa completamente destruída. Atingido pelos escombros, ele chegou a ser levado ao hospital de David Canabarro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu quando recebia os primeiros socorros. Nunes residia sozinho na casa. Em razão dos estragos na capela mortuária da cidade, que teve o telhado completamente arrancado, a vítima teve de ser velada no interior.


Levantamento realizado pela prefeitura de Ciríaco ontem à tarde, apontou mais de 100 casas danificadas na área urbana. Na zona rural, pelo menos 10 aviários ficaram destruídos, além do silo de uma cooperativa. Até o final da tarde, os cerca de 5 mil habitantes estavam sem o fornecimento de energia elétrica e o abastecimento de água.


Segundo o vice-prefeito, Odacir Mello, o salão paroquial da igreja estava sendo preparado para acolher os desabrigados. A prefeitura decretou situação de emergência e iniciou uma campanha para receber alimentos, água, cobertas, colchões e roupas. "Desde a madrugada de ontem, iniciamos a distribuição de lonas para os atingidos. Nunca passamos por uma situação como essa" disse, Mello. A prefeitura ainda não havia contabilizado os prejuízos materiais.


Sarandi
A outra morte causada pelo temporal aconteceu na localidade de Águas do Ângico, interior de Sarandi. A vítima, Rita Didomenico, 69 anos, era cadeirante, e não conseguiu deixar a casa, que acabou desabando. Outras duas pessoas que estavam na residência, a filha e um neto da vítima, conseguiram se abrigar em um carro. Eles tiveram apenas ferimentos leves.


No município de Sarandi, o temporal causou estragos em residências, prédios, automóveis e propriedades rurais. O local mais atingido foi a Linha Baios e Águas do Ângico, onde o vento destruiu completamente algumas casas e galpões, devastou a rede elétrica, derrubando postes e arrancando fios de alta tensão e árvores. Cinco pessoas tiveram ferimentos. Pelo menos 100 postes caíram na região. Na ERS-404, a rajada de vento provocou o tombamento de dois caminhões, com placas de Barão de Cotegipe, que trafegavam sentido Rondinha/Sarandi. Apesar dos danos e do susto, ninguém ficou ferido.


Coxilha
Em Coxilha, apenas na área urbana, cerca de 50 residências ficaram danificadas pelo temporal. No entanto, não há registros de pessoas feridas em função das condições climáticas. A Prefeitura ainda realizava o levantamento no interior, com registros de casas e galpões danificados. No município houve registro de chuva de granizo, mas de fraca intensidade.


Água Santa
Em entrevista ontem à tarde, o prefeito de Água Santa, Jacir Miorando, não conteve a emoção ao descrever o rastro de destruição encontrado pela manhã. Segundo ele, o tornado atingiu uma extensão de aproximadamente 15 quilômetros, pela área rural do município. Mais de 50 propriedades acabaram atingidas. Um prejuízo, segundo ele, estimado previamente em aproximadamente R$ 10 milhões, mas que deve aumentar ainda mais quando todos os danos forem contabilizados. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas.


Segundo o prefeito, era por volta da 1h30min, quando o tornado atingiu a região, acompanhado de forte chuva e queda de granizo. A comunidade de Faxinal foi a primeira a ser atingida. Na sequência vieram Rincão do Campo, Santa Rita, Bom Retiro e Engenho Grande. Ao todo, 10 casa e 10 aviários foram completamente destruídos. Produtores estimaram a morte de aproximadamente 200 mil frangos. A estrutura de um galpão, onde funcionava uma leitaria, foi arrancada e arrastada por mais de 500 metros . Na localidade de Faxinal, um homem, de 80 anos, e o neto, de 17, tiveram ferimentos e foram medicados no hospital.


"Para quem conhece o capricho destas propriedades, a limpeza, o cuidado, chegar lá e encontrar tudo destruído, é uma tristeza que não dá para falar. Uma situação muito difícil", disse emocionado. Miorando já decretou situação de emegência, mas lembrou que a há dois anos, o muncípio já haiva sido atingido por um temporal, e que não recebeu auxílio para atender as vítimas. "Não recebi dinheiro algum do Estado e nem do governo federal. Estamos trabalhando desde a madrugada. Tivemos muitas estradas obstruídas por queda de árvores. Vamos seguir com o serviço de limpeza e atendimento aos atingidos", declarou.

Gostou? Compartilhe