Tecnologia espacial será o futuro do agronegócio

O evento ocorreu na Arena Agrodigital e foi acompanhado por técnicos, estudantes e famílias e produtores

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A tecnologia espacial focada no agronegócio foi o tema de palestra do CEO e fundador da Hypercubes, Fábio Teixeira, na manhã desta quinta-feira, 5, na Expodireto Cotrijal. O evento ocorreu na Arena Agrodigital e foi acompanhado por técnicos, estudantes e famílias e produtores.

Teixeira explicou como a Hypercubes pretende colocar em órbita, no segundo semestre deste ano, nanossatélites que fotografam a superfície da Terra a fim de analisar a saúde do solo a partir de imagens hiperespectrais.

“O que nós tentamos aqui é colocar na mão do produtor uma tecnologia que permitirá o monitoramento em tempo real das lavouras, abandonando o uso do calendário”, explicou Fábio.

No Vale do Silício, a Hypercubes mantém uma lavoura especial chamada Biosphere, onde são manipuladas todas as variáveis que influenciam o desenvolvimento de uma cultura sob a vigilância da mesma tecnologia que será embarcada nos satélites. Como resultado, hoje já são conhecidos padrões de reflectância de macronutrientes como nitrogênio, fósforo, potássio e enxofre, assim como cobre, zinco, ferro e manganês (micronutrientes).

Gostou? Compartilhe