Oportunidade para a região exportar

Apex Brasil lança na Imed projeto de incentivo às exportações. Agência vai identificar empresas regionais com potencial para exportação, capacitá-las e fomentar a exportação da produção regional

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Daniela Wiethölter/ON

Nesta segunda-feira (21) será firmado um acordo entre Apex Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), URI de Erechim e Imed para a promoção da exportação de produtos e serviços regionais. O convênio será assinado às 11h30, na sede do campus da URI, e às 20h, em Passo Fundo, no auditório da Imed.

A partir da assinatura do convênio, pequenos e médios empresários que almejam ampliar seus negócios em exportação terão uma oportunidade de se integrar ao Peiex (Projeto Extensão Industrial Exportadora), cujo objetivo é promover a competitividade e a promoção da cultura exportadora entre as empresas brasileiras, oferecendo soluções para problemas técnico-gerenciais e tecnológicos sem ônus para os empreendedores.

Em Passo Fundo, a Apex Brasil terá sede na Imed, mas outras instituições públicas e empresariais também apoiam a iniciativa. Segundo o diretor de pós-graduação, pesquisa e extensão da Imed, Henrique Kujawa, a chegada da Apex na região vai ser fundamental para a preparação das empresas para a competitividade, tanto para o mercado nacional como internacional. "O nosso objetivo é capacitar 90 empresas da região que tenham interesse e potencial para a exportação", disse.

Segundo o presidente da Acisa, Dimas Froner, o programa está aberto para pequenas e médias empresas, independente do ramo de atuação e ainda para empresários que almejam iniciar um novo negócio. O presidente da Associação das Micro e Pequenas Indústrias de Passo Fundo, Glademir Bernardelli, explicou que pequenos empresários das indústrias locais que já exportam seus produtos também podem se candidatar. "A capacitação será importante para qualificar e ampliar os seus negócios", disse.

O secretário de Desenvolvimento, Marcos Cittolin, destacou o alto nível de produtividade na região do Planalto e que o convênio com a Apex deve fomentar novos negócios e, consequentemente, desenvolver os municípios. "A Apex é considerada a maior agência pública de exportação do mundo, por isso seu apoio técnico e logístico será fundamental para o fomento dos nossos produtos no mercado exterior", explicou.

Como funciona
O Peiex oferece gratuitamente a empresas selecionadas atendimento personalizado para tornar a empresa mais forte e mais competitiva no mercado externo. A consultoria acontece conforme as necessidades e potencialidades do negócio, oferecendo soluções e auxílio nas áreas de administração estratégica, capital humano, finanças e custos, vendas e marketing, produto e manufatura e comércio exterior.

Com o conhecimento e a implantação das melhorias indicadas após o trabalho de análise, a empresa pode ingressar ou qualificar a venda dos seus produtos e serviços, tornando-se apta a encarar novos desafios de mercado, como a exportação.
O programa vai instalar um núcleo operacional na Imed, que inicialmente vai atender no período de um ano 90 empresas de Passo Fundo e região. A equipe, composta por profissionais com conhecimentos multidisciplinares, vai trabalhar no diagnóstico, desenvolvimento e capacitação da empresa e de seus funcionários.

Para participar, os empresários devem procurar a Imed, que será a responsável pelo mapeamento das empresas com potencial para exportação na região. Em seguida, um técnico extensionista visita a empresa e explica a metodologia de trabalho. Se houver interesse do empresário em se envolver no processo, será realizado um diagnóstico abrangente de todas as áreas funcionais. Um relatório final indicará os pontos fortes e aqueles com possibilidades de aprimoramento. O empresário será responsável por implantar, com recursos financeiros próprios, as medidas sugeridas pela equipe da agência.

Gostou? Compartilhe