Calvície atinge até 50% das mulheres

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Estatísticas apontam que 50% das mulheres de qualquer idade podem apresentar algum nível de calvície, seja de origem metabólica, hormonal ou autoimune. Para as que têm tendência genética para o problema, estima-se que sejam 5% das mulheres, a queda pode começar a partir de 17 anos. “Além das causas genéticas, as mulheres podem perder cabelo por diversas razões como a dermatite seborréica, carência de ferro, hipotireoidismo, danos químicos nos cuidados com o cabelo, entre outros fatores”, explica a dermatologista Annia Cordeiro Lourenço.

Na busca para manter os fios, aumentou o número de homens e mulheres que procuram tratamentos contra a calvície. “Para atender a demanda, os especialistas precisam buscar novas tecnologias para tratar os problemas. É o caso do equipamento Haircheck, que mensura a quantidade de cabelo”, comenta a especialista.

O grande benefício do equipamento é acompanhar os tratamentos e avaliar a evolução de cada caso. “A paciente pode monitorar a queda de cabelo e comprovar os resultados dos tratamentos que estão sendo realizados”, afirma.

Todas as mulheres precisam ficar atentas a qualquer sinal de queda, principalmente aquelas que se submetem a tinturas, alisamentos e outras químicas capilares.

Gostou? Compartilhe