Brasileiros morrem mais de infecção generalizada

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

As mortes por infecção generalizada (sepse), no Brasil, já ultrapassaram em muito as mortes por acidentes de trânsito. É o que revela um levantamento feito pela Sociedade de Terapia Intensiva do Estado do Rio de Janeiro (Sotierj). Dados de 2008 mostram que 220 mil brasileiros morreram de infecção generalizada, enquanto 34.597 morreram em batidas de trânsito.
De acordo com a Sotierj, esta estatística se deve principalmente à má-formação dos profissionais no país. Uma pesquisa feita pelo Instituto Latino-Americano da Sepse (Ilas), com 917 médicos de 21 hospitais brasileiros, comprovou tal deficiência. Apenas 27% dos médicos participantes conseguiram diagnosticar a infecção generalizada nos pacientes.

Segundo dados do mesmo instituto, colhidos em abril, 48,7% dos pacientes com sepse grave e 65,5% dos pacientes com choque séptico morreram no Brasil. No mundo, 23,9% morreram de sepse grave e 37,4% de choque séptico.

Fonte:  Sociedade Brasileira de Infectologia /Divulgação: Graffo Agência de Notícias Infográficas

Gostou? Compartilhe