Dor nas costas, cuidado: você ainda pode virar uma vítima dela!

Saúde/Notas

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

É a partir dos 40 anos que você começa a perceber com mais frequência os efeitos de uma vida inteira de erros de postura, uma herança de maus hábitos na hora de usar o computador, segurar o telefone com o ombro ou até mesmo de se sentar para realizar uma tarefa ou descansar. As dores começam a ser diárias, você já não acha uma posição confortável e vira um viciado dos relaxantes musculares. É hora de procurar um médico e buscar o tratamento adequado. A dor nas costas é a segunda causa mais frequente de visitas a consultórios médicos e de faltas no trabalho. Só perde para a enxaqueca. Oitenta por cento dos brasileiros vão se queixar de dor nas costas em algum momento da vida, de acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP). Na maioria das vezes, para resolver o problema não é preciso tomar medidas radicais. O melhor remédio é mudar hábitos simples. “É preciso fazer um trabalho em c ima da postura, consertar hábitos errados, reforçar a musculatura e controlar o peso”, aponta como primeiras mudanças o médico Rogério Vidal de Lima, ortopedista, especialista em coluna pelo Hospital das Clinicas de SP. A prática de exercícios é fundamental, para fortalecer a musculatura do tronco. Fazer caminhadas e alongar o corpo ao longo do dia são medidas simples que dão resultados rápidos quando os primeiros sintomas aparecem, afirma.

Gostou? Compartilhe