Pesquisadores avançam e dão início a novos testes de equipamento para ventilação manual

Em apenas quatro dias, professores pesquisadores da UPF dão novos passos em pesquisa que busca desenvolver equipamentos de automação baseados na ventilação manual de emergência

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/UPFFoto: Divulgação/UPF
Foto: Divulgação/UPF
Você prefere ouvir essa matéria?

Após cerca de quatro dias de trabalho o protótipo 2 da pesquisa que visa produzir equipamentos de automação baseados na ventilação manual de emergência, já está em fase de testes e de aperfeiçoamento. O novo equipamento começou a ser desenvolvido na segunda-feira, 13 de abril, quando chegaram os últimos componentes necessários para sua produção. A equipe, formada por professores e pesquisadores da Universidade de Passo Fundo (UPF) e do IFSul, que já desenvolveu um primeiro protótipo com materiais recicláveis, pretende produzir três novos equipamentos, cujo valor é 13 vezes menor do que um respirador convencional.


Como funciona o respirador


Segundo o professor do curso de Engenharia Elétrica da UPF Dr. Adriano Luis Toazza a principal diferença do protótipo 2 para o primeiro desenvolvido pela equipe é a estrutura e os componentes todos novos. “Estou tendo que alterar a programação do microcontrolador. Além disso, adicionamos um alarme de pressão máxima e mínima, um botão para desligar o som do alarme, se necessário. Toda a programação está mais robusta e com aspectos de segurança de funcionamento”, explicou. A previsão é ainda nesta semana concluir este segundo protótipo já com o painel definitivo e a partir daí começar a trabalhar nos outros equipamentos. 


Gostou? Compartilhe