Uma função essencial no tratamento respiratório

Auxílio do fisioterapeuta na terapia de pacientes com Covid-19

Por
· 1 min de leitura
A fisioterapia respiratória pode ser necessária também em casos menos graves - Fotos - Carol Silvestro-HSVPA fisioterapia respiratória pode ser necessária também em casos menos graves - Fotos - Carol Silvestro-HSVP
A fisioterapia respiratória pode ser necessária também em casos menos graves - Fotos - Carol Silvestro-HSVP
Você prefere ouvir essa matéria?

As manifestações clínicas de infecções pela Covid-19 são amplas, podendo variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa, sendo a Síndrome Respiratória Aguda Grave uma das complicações mais comuns. Juntamente com uma equipe multidisciplinar, o fisioterapeuta tem uma função essencial no tratamento respiratório destes pacientes, conforme explica a fisioterapeutado Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, Christiane Viccari Calza. “Ofisioterapeuta tem papel de destaque no gerenciamento dessas complicações com a finalidade de contribuir para atenuar os sintomas ocasionados por esta doença", explica.

Conjunto de técnicas

A fisioterapia respiratória é uma atribuição do fisioterapeuta, caracterizada como um conjunto de técnicas realizadas como o objetivo de prevenir e recuperar disfunções referentes ao processo de respiração dos pacientes. De acordo com Christiane, esta atuação ocorre prestando assistência ao paciente, normalmente em estado grave, com ventilação mecânica invasiva e ventilação espontânea, "prevenindo as complicações pulmonares por meio de manobras e técnicas específicas para remoção de secreção brônquica e melhora da função respiratória reduzindo assim o tempo de uso da ventilação mecânica".

Image title


Período de internação

Os pacientes classificados como graves podem ficar em torno de 12 a 14 dias internados. Além de prejudicar a respiração espontânea, estes tendem a experienciar o imobilismo como consequência da dinâmica hospitalar e assim, ficam restritos ao leito, conforme comenta a especialista. "A fisioterapia dispõe de condutas que preconizam mobilizações e visam preservar ou melhorar a integridade e amplitude de movimento articular e da força muscular", ressalta.

Alta hospitalar

Quando o paciente recuperado de Covid-19 recebe alta hospitalar, é importante que se continue com o programa de exercícios prescritos pelo fisioterapeuta. "Estes trazem benefícios ao sistema musculo-esquelético e à capacidade cardiorrespiratória promovendo melhora do quadro geral do paciente", acrescenta a profissional.

Gostou? Compartilhe