Com habilitação de 624 leitos, RS aumenta em 67% a capacidade de UTIs que atendem ao SUS

Antes da pandemia, Estado tinha 933 leitos públicos de unidade intensiva e agora chega a 1.557

Por
· 1 min de leitura
Foto: Maicon Hinrichsen / Palácio PiratiniFoto: Maicon Hinrichsen / Palácio Piratini
Foto: Maicon Hinrichsen / Palácio Piratini
Você prefere ouvir essa matéria?

Desde o início da pandemia de coronavírus, o Rio Grande do Sul aumentou a capacidade de atendimento do sistema público de saúde. A meta era ampliar em pelo menos 60% o número de leitos de UTI para atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Conforme anunciou o governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (18), o percentual já foi superado.

Antes da pandemia, o Estado tinha 933 leitos de UTI Adulto SUS. Até agora, já foram habilitados mais 624 – um aumento de 66,8%, somando 1.557 unidades de terapia intensiva. Além desse total, outros 33 leitos estão prontos e aguardam habilitação pelo Ministério Saúde para começarem a operar. Com isso, o Rio Grande do Sul somará 1.590 UTIs públicas, alcançando uma ampliação de 70,4% da capacidade.

“Essa ampliação tem o objetivo de evitar um colapso no sistema público de saúde e impedir que pessoas morram sem chance de serem atendidas, como, infelizmente, vem ocorrendo em outros locais. Além disso, vai ser fundamental para atendermos à demanda que começa agora, com as doenças respiratórias comuns ao inverno, além dos casos de Covid-19”, afirmou o governador durante a transmissão virtual de atualização sobre o coronavírus no RS.

Um dos locais de ampliação é São Sebastião do Caí, onde o Hospital Sagrada Família habilitou cinco novos leitos. Durante a transmissão desta quinta-feira (18/6), a titular da 1ª Coordenadoria Regional de Saúde do Estado, Ana Maria Rodrigues, a diretora da instituição de saúde, irmã Agnes Biesdorf, e a administradora Maitê Bohn mostraram o novo espaço de atendimento.

A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, destacou que o governo está fazendo uma grande-força para ampliar o sistema de atendimento e agradeceu pela parceria de municípios e entidades. “Hoje é um dia de gratidão”, concluiu Arita.

Gostou? Compartilhe