Controle de infecção hospitalar

Lavagem das mãos é fundamental para prevenção de infecções

Escrito por
,
em
Ações de conscientização no São Vicente

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um dos setores fundamentais na área da saúde é o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH). É quem vai fiscalizar, tomar medidas e combater as infecções hospitalares. O mês de maio foi dedicado ao controle de infecção hospitalar, pois em 05 de maio teve o Dia Internacional da Lavagem de Mãos e em 15 de maio o Dia Nacional do Controle de Infecção Hospitalar. Dentro destas datas, o Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, através do SCIH da matriz e do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (SCIRAS) da Unidade II promoveu atividades para alertar sobre a importância da lavagem das mãos e o trabalho realizado pelos serviços.

 

Luz negra
A equipe do SCIRAS esteve nos setores da Unidade II, aplicando a dinâmica da luz negra, onde os colaboradores passaram um produto nas mãos e depois as lavaram, em seguida, com a luz negra específica, era possível ver pontos onde o produto ficou nas mãos, alertando assim, os profissionais da importância de lavar corretamente as mãos. Ainda, uma campanha de conscientização foi elaborada e disseminada pelo hospital, com o slogan “Mãos limpas garantem proteção e evitam a disseminação de micro-organismos multirresistentes: A mudança começa por você”.

 

Cinco fases
Na unidade principal do HSVP, uma paródia foi criada, apresentada nos setores e divulgada nas redes sociais para alertar sobre a importância da lavagem das mãos. A equipe distribuiu álcool gel nos e evidenciou os cinco momentos para a higienização das mãos, que são; antes do contato com o paciente, antes da realização de procedimento asséptico, após risco de exposição a fluídos corporais, após o contato com o paciente e após contato com áreas próximas ao paciente.

 

Hábito
Porém, não são apenas os profissionais que devem ter o hábito de lavar as mãos, todos precisam ter esse cuidado. As mãos tocam em tudo e com isso podem transmitir vários tipos de infecções como diarreias, feridas operatórias, infecções respiratórias, entre outros. A lavagem das mãos é uma questão de educação que deve ser cultivada desde a infância, para prevenir problemas de saúde. O álcool gel também pode ajudar nessa questão, mas deve ser utilizado quando não há sujidade visível, do contrário, a lavagem com água e sabão é indicada.

Gostou? Compartilhe