Campanha educativa de combate ao câncer

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O dia 4 de agosto é marcado como o Dia da Campanha da Educativa contra o Câncer. A data serve para conscientizar da prevenção aos tumores cancerígenos que, segundo o Instituto do Câncer (INCA), atingem anualmente mais de 12 milhões de pessoas em todo mundo.

Ações como essa tem o intuito de lembrar a população que, diferente de alguns mitos, boa parte das neoplasias podem ser evitadas. O INCA alerta que existem vários fatores de risco que podem contribuir para que uma pessoa sadia seja diagnosticada com câncer, assim como outras moléstias.

O tabagismo e a obesidade, por exemplo, são fatores de risco para diversos cânceres, além de doenças cardiovasculares e respiratórias. Também é comum que vários fatores de risco podem originar um tumor, como, a associação entre álcool e tabaco, que podem resultar em câncer da cavidade oral.

E como prevenir? Manter uma alimentação balanceada, manter o peso corporal adequado, praticar atividades físicas, não fumar e beber moderadamente são hábitos primordiais para a prevenção.  Entre outros cuidados, o INCA recomenda manter a vacinação em dia, especialmente contra a Hepatite B e o HPV, e também evitar a exposição ao sol por muito tempo e sem proteção .

Alguns cuidados são específicos: Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos. Homens com mais de 50 anos (ou 40, em caso de histórico familiar), devem realizar o exame de toque anualmente. Pessoas que trabalham com agentes químicos, físicos e biológicos evitar ou diminuir a exposição a esses produtos ou insumos.

Um dos principais ações da Aapecan, além do acolhimento, é educar para prevenir: “A cada trimestre nós publicamos um jornal exclusivamente para para tratar da prevenção. Agora estamos trabalhando o combate ao fumo, e o próximo aborda os tumores de mama, de próstata, e também de pele. Fazemos palestras em empresas e escolas, para fazer com que a população tenha esse cuidado em se cuidar, usar protetor solar, fazer o auto-exame, e procurar o médico”, explica Guilherme Guido, coordenador da Aapecan de Passo Fundo.

 

Conheça a Aapecan

A Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) sem fins lucrativos, que atende gratuitamente pessoas com diagnóstico de câncer em situação de vulnerabilidade. Conta com 4 unidades de atendimento e 10 casas de apoio em todo Estado. Foi fundada em 2005 em Caxias do Sul, por voluntários que perceberam a dificuldade que enfrentavam as pessoas diagnosticadas com a câncer, graças aos elevados custos de internação e medicação.

A casa de apoio de Passo Fundo foi inaugurada em junho de 2018, realizando atendimentos individuais, grupos de apoio, encontros, visitas domiciliares, oficinas e confraternizações, além orientação e acompanhamento social e psicológico sem custos. A Aapecan se mantém com a ajuda de todos. Através de doações, fornece aos seus assistidos alimentação, abrigo, carinho, e todo apoio para o enfrentamento da doença. Como retribuição, a Aapecan realiza palestras e ações educativas em empresas, escolas e instituições, para reeducar a população e promover a prevenção dos mais variados tipos de câncer.

 

 

Informações:

Casa de Apoio Aapecan Passo Fundo

Rua Passo Fundo, 335 – Vila Luíza – Passo Fundo – RS. Telefone: (54) 3317-5700

facebook.com/aapecanpf  |  instagram.com/aapecanpassofundo | aapecan.com

 

Contato

Caetano Barreto - Jornalista – MTB 18614/RS

Telefone: (54) 99152-8084 – E-mail: comunicacaoaapecanpf@gmail.com

Gostou? Compartilhe