Certificação pela Organização Nacional de Acreditação

CTCAN recebe o mais importante reconhecimento na área de saúde do Brasil

Por
· 4 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN) de Passo Fundo-RS recebeu a mais importante certificação no setor da saúde existente no país, proveniente da Organização Nacional de Acreditação (ONA). A ONA tem o selo de qualidade mais relevante do setor de saúde nacional. O CTCAN conquistou o selo de Acreditado (Nível I) e tornou-se a primeira clínica oncológica do interior do Rio Grande do Sul (RS) e a única instituição de saúde do Norte do Estado com certificação da ONA. Ainda em 2018, a Clínica buscará mais um nível de acreditação. O processo de acreditação da ONA é voluntário. A avaliação é realizada pelas Instituições Acreditadoras Credenciadas pela ONA, tendo como referência as normas do Sistema Brasileiro de Acreditação e o Manual Brasileiro de Acreditação. A certificação pode ocorrer em três níveis: Acreditado (Nível I), Acreditado Pleno e Acreditado com Excelência.

 

Critérios
O Acreditado (Nível I), conquistado pelo CTCAN, abrange os critérios de segurança do paciente em todas as áreas de atividade, incluindo aspectos estruturais e assistenciais. O CTCAN completará, em agosto de 2018, quatro anos de existência. Segundo o responsável técnico e oncologista clínico do CTCAN, Dr. Alvaro Machado, a certificação da ONA foi o reconhecimento oficial da qualidade da Clínica, tanto referente à estrutura física, quanto à especialização de toda equipe e funcionários. “Nosso foco foi a qualidade, a segurança e o acolhimento ao paciente. O CTCAN completará quatro anos, mas é fruto de mais de 15 anos de experiência com clínicas de oncologia e quase 25 anos de prática oncológica diária. Vejo a acreditação como consequência de nosso trabalho, não como o objetivo”, declara Machado.

 

Objetivos
Um dos principais objetivos da acreditação da ONA é o de promover a melhoria da qualidade dos serviços de saúde prestados no Brasil. Para o CTCAN, essa certificação também é uma conquista para o município de Passo Fundo, que é polo regional em saúde e referência estadual e nacional na área. São poucas instituições de saúde no Brasil que conseguem conquistar o selo de qualidade da ONA, que envolve muitas mudanças nos procedimentos internos da instituição e possui monitoramento frequente. Atualmente, a ONA tem 663 certificações válidas no Brasil, sendo 26 no Rio Grande do Sul. A maioria das instituições acreditadas no RS está localizada na capital, Porto Alegre. 

 

Avaliação
A acreditação da ONA é um sistema de avaliação e certificação da qualidade de serviços de saúde. Tem um caráter eminentemente educativo, voltado para a melhoria contínua, sem finalidade de fiscalização ou controle oficial/governamental, não devendo ser confundida com os procedimentos de licenciamento e ações típicas de Estado (vigilância). O processo é pautado por três princípios fundamentais: é voluntário, feito por escolha da organização de saúde; é periódico, com avaliação das organizações de saúde para certificação e durante o período de validade do certificado; é reservado, ou seja, as informações coletadas em cada organização de saúde no processo de avaliação não são divulgadas.

 

Qualidade, segurança e engajamento
A qualidade sempre foi uma das premissas da Instituição, com a finalidade de entregar aos pacientes e seus familiares um atendimento seguro, com acolhimento, inovação e experiência, por meio de uma equipe multidisciplinar qualificada, com processos e protocolos bem definidos e gerenciados. “Essa certificação traz uma confiabilidade ao paciente, porque o serviço prestado está dentro de padrões rígidos de segurança, reconhecidos internacionalmente. Para a gestão é uma forma de padronizar seus processos de assistência e também administrativos, visando a qualidade e a segurança do paciente e de seus profissionais. Esse processo da ONA facilita o amadurecimento das instituições”, ressalta o administrador do CTCAN, Cássio Roberto.

 

Treinamentos
Para receber a acreditação, os profissionais do CTCAN realizaram muitos treinamentos e a dedicação foi intensa. Também foi feito o mapeamento de todos os processos da Clínica, desde a chegada do paciente até a saída dele. “A dedicação, o tempo utilizado na busca de novos conhecimentos, o aprimoramento dos processos internos, mostra com nitidez a mudança na cultura da Clínica, desde coisas simples do dia-a-dia até coisas mais complexas como análise crítica e a elaboração de melhorias baseadas nos indicadores gerados, também a revisão das rotinas e a simplificação dos processos para torná-los mais seguros”, declara a farmacêutica do CTCAN, Michelli Schaeffer. O engajamento de todos os profissionais da Clínica foi essencial. A busca pela certificação exigiu a participação, colaboração e envolvimento de todos os atores da instituição, que precisam saber e entender o processo. “Um serviço de saúde com qualidade é umas das maiores necessidades do Brasil. Todo o processo de qualificação leva em média dois anos, e o CTCAN conseguiu certificar em oito meses, com toda a complexidade do perfil exigido. Estar certificado pela ONA indica que a Clínica segue uma padronização e prima pela qualidade em tudo que faz”, enfatiza a enfermeira do CTCAN, Pamela Mendes.

 

Novos desafios
O CTCAN, que atuará nos próximos meses para manter a certificação, trabalha para a constante melhoria e gestão dos processos. Nesse sentido, no final deste ano, buscará o Nível II de certificação da ONA, que é o Acreditado Pleno, ou seja, além de atender aos critérios de segurança, a instituição deverá apresentar gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades.

 

A clínica
É uma clínica especializada no atendimento integral ao paciente com câncer e seus familiares. Sua estrutura física, distribuída em quase 500 m² de área, é especialmente projetada para segurança e conforto do paciente, aliada à melhor tecnologia. A equipe multiprofissional e interdisciplinar é constituída de médicos, enfermeiras, farmacêutica, nutricionistas, fisioterapeutas, psicóloga e dentista. Está localizada no polo médico de Passo Fundo/RS.

 

ONA
A Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente. A metodologia é reconhecida pela International Society for Quality in Health Care (ISQua), associação parceira da Organização Mundial da Saúde (OMS) e que conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países. O objetivo da ONA é promover um processo constante de avaliação e aprimoramento nos serviços de saúde e, dessa forma, melhorar a qualidade da assistência no País. A ONA certifica: Organizações Prestadoras de Serviços de Saúde; Serviços Odontológicos; Programas de Saúde e Prevenção de Riscos; Serviços para a Saúde.

Gostou? Compartilhe