Remoção das amígdalas e adenoides melhora desempenho escolar

O aumento das amígdalas e adenoides são causas frequentes de obstrução nasal e respiração bucal crônica durante a infância

Por
· 1 min de leitura
Dr. Fábio Pires Santos é médico otorrinolaringologista

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um estudo publicado na revista da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, avaliou e comparou o desempenho intelectual e de aprendizado de crianças submetidas a cirurgias de tonsilectomia ou adenoamigdalectomia no pré e pós-operatório. O baixo desempenho escolar e intelectual pode trazer, para a criança, sofrimento, falta de confiança em suas possibilidades e sentimentos de fracasso que podem atingir sua autoestima, provocando, assim, repercussões em todo seu desenvolvimento e, também, na vida de seus familiares.

 

Obstrução nasal
O aumento das amígdalas e adenoides são causas frequentes de obstrução nasal e respiração bucal crônica durante a infância, constituindo-se no principal fator de distúrbios obstrutivos do sono, o que pode levar a diversas alterações clínicas, desde quadros de apneia, com ou sem repercussões cardiopulmonares, até alterações no desenvolvimento craniofacial, posturais, deglutição atípica e má alimentação, entre outros. No intuito de avaliar se haveria benefícios no desempenho escolar em crianças submetidas às cirurgias de remoção das amígdalas, os pesquisadores realizaram avaliações psicológicas pré e pós-cirúrgicas. Por meio destas, pode-se concluir que o grupo de crianças submetidas à cirurgia apresentou melhora estatisticamente significativa no teste que avalia o desempenho intelectual e nos subtestes de escrita, aritmética e leitura, que avaliam o desempenho escolar.

Gostou? Compartilhe