Verão sem pelos

Elencamos os principais métodos de depilação para desfilar no calor sem a presença dos pelos indesejáveis

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O verão chegou e a maioria das mulheres (e também diversos homens) procura deixar a depilação em dia para curtir uma boa praia, sem mostrar aqueles pelos indesejáveis. Apesar de existirem vários métodos de depilação cada um apresenta certa exigência, seja de tempo, paciência ou resistência para aguentar a dor. Antes de escolher, a especialista em inovações estéticas, Paula Menezes, recomenda que é preciso comparar o custo benefício do tratamento. “O tratamento de depilação deve ser o menos agressivo possível para manter a pele saudável”.  Além disso, a especialista ressalta que o método deve se adaptar ao seu gosto e necessidade. E para quem ainda tem dúvidas, Paula listou uma série de opções de tratamentos depiladores para o próximo verão. É escolher o preferido, e dar adeus aos pelos.

Fotodepilação

A técnica aplica uma luz intensa pulsada totalmente indolor na superfície da pele. Esta luz é atraída pela melanina do pelo, que a transforma em calor e conduz até o folículo para sua destruição.

Duração: média de dez sessões.

Manutenção: manutenções a cada três meses, seis meses e um ano, sequencialmente.

Riscos: pessoas com pele negra não podem fazer pelo fato de a pele conter alta concentração de melanina. Como a luz é atraída por ela, pode provocar queimadura na pele. Pessoas hipersensíveis à luz ou que estejam tomando medicamento fotossensibilizante, gestantes, lactantes, em tratamento de quimioterapia e epiléticos também não pode fazer uso desse tratamento.

Cuidados: a pele não pode estar bronzeada e deverá ser muito bem hidratada durante todo o tratamento. É necessário utilizar uma loção calmante após cada sessão e usar protetor solar. Também não é permitida exposição do sol sete dias antes e sete dias depois da sessão.

Preços: R$ 59,00 (média) por área/sessão

Depilação a laser

O laser age na derme, que é a segunda camada da pele, onde estão os folículos pilosos e as células germinativas. O calor do laser age destruindo o folículo, o que promove um tratamento duradouro. No entanto, é um tratamento demasiadamente dolorido, além de provocar efeitos como sensação de fisgada, queimação e dor.

Duração: média de quatro sessões.

Manutenção:  manutenções de uma a duas vezes ao ano.

Riscos: podem ocorrer manchas, dor, vermelhidão, irritação e formação de pequenas feridas na pele, possivelmente gerando até queimaduras.

Cuidados: evitar exposição solar durante o tratamento.

Preços: em média R$ 300 por sessão, podendo variar de acordo com a área do corpo a ser depilada e clínica.

Depilação com cera

Aplicação de cera, quente ou fria, diretamente na pele. Remove os pelos somente pela raiz, não eliminando as células germinativas. Há diversos tipos de ceras e métodos de aplicação. É o método mais doloroso de depilação, sendo que a aplicação de cera quente dói menos que a fria.

Duração:  método de depilação contínuo, onde se retiram os pelos pela raiz, desta forma as células germinativas continuam produzindo pelos.

Manutenção: após 20 dias os pelos voltam a aparecer.

Riscos: pode causar alergias na pele, escurecimento da região e encravamento dos pelos.

Cuidados: evitar exposição ao sol 48 horas antes e 78 horas após a depilação.

Preços: o preço varia de acordo com a região do corpo a ser depilada e com o tipo de cera utilizada.

Depilação com aparelhos elétricos

É uma alternativa para quem não gosta da depilação a cera. Arranca o pelo pela raiz, porém a dor é desagradável para muitas pessoas.

Duração: cerca de uma semana.

Manutenção: conforme forem crescendo os pelos.

Riscos: não há indicações de risco.

Cuidados: os mesmos que o da cera.

Preços: a partir de R$ 80 reais, depende do aparelho e da marca.

Depilação com lâmina

É preciso molhar a pele com água morna, em seguida aplicar um gel para a depilação ou um sabonete, que ajuda a manter a umidade da pele. Depois é só passar uma lâmina nova para cortar os pelos. É preciso ter cuidado para não se cortar.

Duração: é considerado um método de depilação contínuo, pois apenas se aparam os pelos.

Manutenção: todos os dias os pelos voltam a aparecer.

Riscos: pode causar alergias, escurecimento da região na pele e encravamento dos pelos.

Cuidados: a pele não pode estar seca e o ideal é descartar a lâmina em cada aplicação para não causar infecção.

Preços: o preço varia de acordo com a lâmina escolhida.

Gostou? Compartilhe