Clareadores de pele podem sair do mercado

Medicina & Saúde - este e outros produtos estão na lista da Anvisa que proíbe a comercialização

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um dos mais potentes ativos clareadores de manchas de pele do mercado, a hidroquinona, vai ter de sair de cena – pelo menos quando se trata da fórmula dos cosméticos de venda livre (não manipulados).

Nos últimos anos, médicos e pesquisadores do mundo inteiro observaram diversos efeitos colaterais paralelos ao benefício de clareamento, o que levou alguns países a proibirem o seu uso em cosméticos, como é o caso do Japão e Estados Unidos.

No Mercosul, a suspensão da hidroquinona na composição dos cosméticos de varejo já é consenso, segundo a área técnica da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), e vai ser incorporada pelos países do bloco. De qualquer forma, hoje o órgão fiscalizador já não aceita os pedidos de registro com esta substância. Nas versões manipuladas, o ativo continua liberado, desde que com receita médica.

Mais produtos suspensos

A Anvisa suspendeu, ainda em agosto, por falta de registro, três medicamentos, um chá, dois cosméticos, produtos de limpeza, uma muleta e dois produtos anunciados como inibidores de apetite.

A suspensão do produto Chá da Vida e Chá Diet, bem como de todos os produtos fabricados pela empresa Primavera Comércio Produtos Medicamentos Naturais Ltda se deve a ausência de registro dos produtos e da Autorização de Funcionamento (AFE) da indústria perante a Agência.

O cosmético de tratamento de queratina Boost K Hair, marca EM2H Cosmetics, bem como todos os produtos fabricados pela Boost K Hair, também foram suspensos por não possuírem registro e a empresa não ter autorização de funcionamento concedida pela Anvisa.

A água sanitária Faixa Ouro e os desinfetantes Mult Branko e Eucalipto Mult Branko fabricados pela empresa Indústria Química Lynhagem deverá ter todos os produtos saneantes recolhidos. A medida se deve a comprovação de fabricação e comercialização dos produtos sem registro ou notificação na Anvisa.

Os produtos Composto Vegetal Emagrecedor Porangaba e Glucomannan Inibidor de Apetite, ambos da marca BioAmazon, também foram suspensos.

 

Gostou? Compartilhe