Como proceder em casos de queimaduras

Risco cotidiano exige prevenção e cautela em relação aos métodos caseiros

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Além de provocar muita dor, uma queimadura pode trazer outras consequências. Algumas graves. Bolhas, feridas e até cicatrizes profundas. Quando ocorre uma queimadura dificilmente agimos da maneira mais adequada. Muitas pessoas seguem algumas crendices populares que, além de inadequadas, podem piorar o quadro. O Dr. Francisco Madalosso de Bittencourt explica como devemos proceder em caso de queimaduras. Mas o cirurgião plástico do Hospital da Cidade enfatiza que o mais importante é prevenir esse tipo de acidente. As queimaduras podem ser classificadas da seguinte forma: elétrica, térmica (calor ou frio), radiação ionizante e química. Quanto à gravidade, são classificadas em primeiro, segundo e terceiro graus.


As primeiras providências
Depende do agente causal. Na maioria das vezes, as queimaduras domiciliares são por contato direto (fogo ou objetos aquecidos) ou por escaldadura (vapor ou líquidos aquecidos). Nesses casos, a primeira providência é extinguir a fonte da queimadura, colocar a superfície queimada sob água corrente à temperatura ambiente. Quando há roupas ou outros tecidos aderidos às queimaduras, não tentar retirar. Pode-se colocar água corrente sobre as vestes também. Se extremamente necessário, recortar o excesso delas e levar a pessoa ao hospital. Quando presenciar uma pessoa sofrendo um choque elétrico, NUNCA tentar retirá-la tocando nela. O ideal é desligar a chave de energia e, somente após isso, ajuda-la. Retirar acessórios, como pulseiras e anéis, pois o corpo incha naturalmente após queimaduras e poderão ficar presos.

 

Acidentes na cozinha
Na cozinha, ocorrem queimaduras com água quente, panelas ou grelhas. Nesses casos o médico recomenta, primeiramente, extinguir a fonte do calor. Colocar a área queimada sob água corrente em temperatura ambiente e procurar um serviço médico. Se durante frituras o óleo de cozinha pegar fogo, em hipótese alguma colocar água dentro da panela. Jogue sobre ela um pano úmido e esse abafará o fogo, apagando-o em seguida.

 

As bolhas
Quando bolhas aparecerem nos locais queimados, o ideal é não as furar e procurar um médico. Na tentativa de retirar esse curativo natural em casa, o ferimento ficará exposto a instrumentos (agulhas) possivelmente contaminados e pode infeccionar. Se houver necessidade de cobrir o ferimento a caminho do serviço de saúde, o indicado é envolvê-lo num pedaço de pano de algodão limpo e úmido. As bolhas devem ser tratadas imediatamente após a queimadura por um médico. Ele saberá o procedimento e a forma para evitar a infecção, mas deverão ser prescritos cuidados e curativos com essa intenção. A infecção das queimaduras já foi muito comum. Hoje, devido a conhecimentos adquiridos na medicina ela é incomum, mas infecção significa necessidade de antibióticos. Em alguns casos até de internação hospitalar e antibióticos endovenosos.

 

Tratamento
O tratamento tópico é dependente da gravidade. Em caso de queimaduras mais superficiais, como as solares, o tratamento é realizado através de hidratantes corporais neutros e analgésicos, se necessário. Queimaduras mais profundas, além de limpeza local por um profissional, o uso de pomadas com produtos que inibam a proliferação de bactérias, por exemplo, sulfadiazina de prata, é o tratamento. As cicatrizes serão tanto mais discretas quanto mais superficiais forem. O médico especialista em queimaduras é o cirurgião plástico. Ele saberá qual o melhor tratamento para cada situação. Importante: locais de queimaduras deverão ser muito bem protegidos com filtros solares acima de 30 por no mínimo três meses. Locais de queimaduras profundas terão uma predisposição maior a câncer de pele que outras regiões não afetadas.

 

Prevenção!
O recomendado não é ter um produto em casa para aplicar em queimaduras e sim preveni-las. Panelas no fogão devem estar com cabos voltados para dentro do fogão, tomadas protegidas, nunca deixar crianças próximas a fogões, ferro de passar roupas ou produtos químicos de limpeza.

Evite crendices e métodos caseiros

Aplicar gelo no local?
- Prejudica. Até pode aliviar a dor, mas poderá agravar a queimadura transformando-a de queimadura por calor em queimadura por frio.

 

Esfregar o dedo queimado nos cabelos?
- Muito popular, mas não há benefício algum e pode até prejudicar sim.

 

Colocar clara de ovo sobre o local?
- Não há nenhum produto natural ou remédio caseiro que possa, com segurança, contribuir para melhorar ou tratar queimaduras. O tratamento é água corrente e procurar um médico. Não deve ser usado nem de forma emergencial.

 

Pasta dental ajuda?
- Muito pior. Além de ter diversos produtos químicos que podem prejudicar a cicatrização, o médico que atende terá que tirar toda a pasta de dente aplicada no local. A dor poderá ser grande nesses momentos e as sequelas ainda maiores. O risco de complicações é grande, ocasionando, por exemplo, irritação e até infecção da pele.

Gostou? Compartilhe