Estresse reduz chances de fecundação

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, em parceria com cientistas dos Estados Unidos, revelou que mulheres que sofrem de estresse têm em média 12% menos de chances de engravidar.

A pesquisa contou com a participação de 274 voluntárias com idades entre 18 e 40 anos, todas capazes biologicamente de conceber uma criança e foi feita através da medição de hormônios ligados ao estresse, como a adrenalina.

A saliva das participantes foi coletava no sexto dia do ciclo menstrual. A partir dela foram medidos os níveis de adrenalina. As que apresentaram alto nível da substância tiveram mais dificuldade na fecundação.

Médicos de todo mundo já sabem que a obesidade, o cigarro e o consumo elevado de álcool atrapalham na concepção de uma criança. O estresse é uma novidade.

Fonte: Sincofarma-SP / Graffo Notícias Infográficas

Gostou? Compartilhe