Vasectomia é uma intervenção simples

Cirurgia objetiva promover a esterilização masculina

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A vasectomia é um procedimento cirúrgico que interrompe a circulação dos espermatozoides, produzidos pelos testículos e conduzidos através do epidídimo, um tubo em forma de novelo que se localiza na parte superior dos testículos, para os canais deferentes que desembocam na uretra. De acordo com o médico urologista Dr. Luis Eduardo Almeida, trata-se de um método de contracepção muito seguro que secciona os dois deferentes. Muitos homens, porém, se recusam a fazer essa cirurgia porque imaginam que ela possa provocar distúrbios de ereção, no que estão completamente enganados. A vasectomia torna o homem estéril, mas não interfere na produção de hormônios masculinos nem em seu desempenho sexual. O urologista lembra que grande parte dos homens brasileiros não se incomoda que suas mulheres façam laqueadura das tubas, uma cirurgia mais invasiva, mas foge da vasectomia.
 
Simples
A vasectomia é uma operação considerada muito simples. Na sala de cirurgia, é realizada uma pequena infiltração local com anestésico, antecedendo a uma incisão de 1 cm em cada lado do saco escrotal. O médico explica que, então, corta-se o deferente, interpõe-se tecido conjuntivo entre os dois pontos para não recanalizar e fecha-se a incisão. Em seguida o paciente será liberado e poderá retornar imediatamente para casa. O profissional cita que muitos saem do hospital e vão direto para o trabalho.

Gostou? Compartilhe