Produção científica corrobora a evolução técnica contínua

Oito artigos científicos na área de neurocirurgia, neurorradiologia intervencionista e cirurgia bucomaxilofacial foram publicados em 2020 

Por
· 6 min de leitura
Ao longo do ano de 2020, a produção científica na instituição recebeu ainda mais destaque com o lançamento da Revista Científica Multiprofissional Ciência&Humanização (Foto: Divulgação)Ao longo do ano de 2020, a produção científica na instituição recebeu ainda mais destaque com o lançamento da Revista Científica Multiprofissional Ciência&Humanização (Foto: Divulgação)
Ao longo do ano de 2020, a produção científica na instituição recebeu ainda mais destaque com o lançamento da Revista Científica Multiprofissional Ciência&Humanização (Foto: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

A produção científica na área da saúde é fundamental para o avanço dos tratamentos disponíveis e para o melhoramento das condutas e abordagens dos profissionais médicos e equipe multiprofissional. Certificado pelos Ministérios da Saúde e Educação como Hospital de Ensino, desde o ano de 2005, o Hospital de Clínicas (HC) de Passo Fundo oportuniza aos profissionais da área da saúde a integração entre o ensino e sua aplicação técnica, seja ela médica ou multiprofissional, atuando como cenário de prática e no fomento às pesquisas científicas para diversas áreas da saúde.  

 Ao longo do ano de 2020, a produção científica na instituição recebeu ainda mais destaque com o lançamento da Revista Científica Multiprofissional Ciência&Humanização, editada pelo Hospital de Clínicas. Além disso, a publicação de artigos produzidos por profissionais que atuam na instituição em outros periódicos demonstra o interesse contínuo pela evolução técnica e profissional. Em 2020, oito artigos científicos na área de neurocirurgia, neurorradiologia intervencionista e cirurgia bucomaxilofacial foram publicados. Os artigos foram produzidos pela equipe do Serviço de Neurologia e Neurocirurgia e equipe de cirurgia bocomaxilofacial.  

 

Confira os trabalhos publicados

- O artigo “Tuberculoma cerebral como diagnóstico diferencial de lesão intracraniana única: relato de caso e revisão da literatura” de autoria de Bruno Missio Gregol, Taís Otilia Berres, Tasso Barreto, Richard Giacomelli, Daniela Schwingel, Clarissa Giaretta Oleksinski, Paulo Moacir Mesquita Filho foi publicado no periódico oficial da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. Resumo: A tuberculose (TB) do Sistema Nervoso Central (SNC) é considerada uma das formas mais graves de apresentação da doença. Embora apenas 1% dos casos de TB envolvam o SNC, isto representa aproximadamente entre 5 e 15% das formas extrapulmonares. A meningite tuberculosa é a forma mais frequente de TB do SNC. Os granulomas formados no tuberculoma cerebral podem causar hidrocefalia e outros sintomas indicativos de lesão com efeito de massa no SNC. Na ausência de TB ativa ou meningite tuberculosa, os sintomas podem ser interpretados como indicativos de tumores intracranianos. O prognóstico está diretamente relacionado ao diagnóstico precoce e instalação adequada do tratamento. Relatamos o caso de um paciente com síndrome de hipertensão intracraniana, formação expansiva em região parieto-occipital esquerda, acompanhada por lesão em arco costal, inicialmente tida como metástase, com posterior diagnóstico de tuberculoma cerebral.

 

- O relato de caso “Stent infection after carotid angioplasty – Treatment with dual layer stent”, de autoria de Luciano B. Manzato, Rafael Cordeiro, Octavio Karam, Vitorio A. Figini, Caroline Klock, Victor Angeliero e José Ricardo Vanzin foi publicado pelo periódico online Brain Circulation. Resumo: A infecção de stent é extremamente rara, especialmente em stents colocados na artéria carótida interna (ACI). O tratamento nesses casos permanece controverso e nenhum consenso foi alcançado, resultando em alta mortalidade em todos os casos. Relatamos o caso de um homem de 78 anos submetido à colocação de stent à esquerda ICA que, 20 dias depois, apresentou infecção no local do stent e grande pseudoaneurisma. O foco infeccioso primário eram os dentes. O paciente foi tratado com antibióticos e colocação de um Stent Casper, um stent de metal trançado de camada dupla com micro-malha, destinado a determinar o desvio de fluxo e reconstrução da parede arterial. Embora o procedimento tenha sido capaz de reduzir o pseudoaneurisma, o paciente acabou morrendo de sepse. Acreditamos que o uso de stents de dupla camada, com desvio de fluxo efeito, pode ser uma opção de tratamento em casos selecionados. No entanto, mais estudos são necessários para confirmar esta hipótese.

 

- Publicado em junho no periódico Neuroradiology, a pesquisa “Association between draining vein diameters and intracranial arteriovenous malformation hemorrhage: a multicentric retrospective study” é de autoria de Luís Henrique de Castro-Afonso, José Ricardo Vanzin, Felipe Padovani Trivelato, Marco Tulio Rezende, Alexandre Cordeiro Ulhôa, Salomão Faroj Chodraui-Filho, Luiz Gustavo de Abreu Mattos, Charbel Mounayer, Guilherme Seizem Nakiri, Benedicto Oscar Colli Daniel Giansante Abud. Este estudo envolveu pesquisadores do Hospital de Clínicas de Passo Fundo, USP, Universidade de Minas Gerais e do Centro Hospitalar Universitário Dupuytren, de Limoges, na França. Resumo: Malformações arteriovenosas intracranianas (MAVs) causam hemorragia e o papel dos diâmetros das veias de drenagem na ruptura o risco é controverso. Os objetivos do presente estudo foram investigar as variáveis ​​relacionadas à ruptura AV intracraniana e examinar a associação dos diâmetros das veias de drenagem e hemorragia MAV. 


- A pesquisa “Traumatic Buccal and Inferior Alveolar Pseudoaneurysm Associated With Von Willebrand Disease: A Challenging Case Treated by Endovascular Approach” de autoria de José Ricardo Vanzin, Renato Sawazaki, Luciano Bambini Manzato, Richard Giacomelli, Tiago Nascimento Mileto, Franklin David Gordillo Yepez e Moema Santos foi publicada pelo periódico The Journal of Craniofacial Surgery. Resumo: Pseudoaneurisma resultante da carótida externa artéria ou seus ramos após trauma na região maxilofacial é improvável, ainda mais, em um paciente com doença de von Willebrand. Este estudo teve como objetivo relatar um caso desafiador de pseudoaneurisma de a artéria bucal e artéria alveolar inferior devido a uma mandíbula fraturada em um paciente traumatizado com von Willebrand não diagnosticado. Este caso relatado foi conduzido por uma equipe multidisciplinar, cobrindo os departamentos de cirurgia bucomaxilofacial, intervencionista neurorradiologia, neurocirurgia e hematologia. A partir de uma fratura da mandíbula e o curso de ação adequado, episódios de sangramento seguidos até a intervenção com embolização terapia. Até onde sabemos, este é o primeiro caso relatado na literatura de um paciente com essas condições.

 

- O relato de caso “Successful Endovascular Treatment of Trigeminal Neuralgia Caused by a Carotid-Cavernous Fistula” de autoria de Luciano B. Manzato, Paulo M. Mesquita Filho, Octavio Karam, Victor E. Angeliero, Arthur Alberice de Oliveira, Luiza Rech Köhler e José R. Vanzin foi publicado no mês de julho. Resumo: As fístulas arteriovenosas durais (DAVFs) do seio cavernoso são conexões arteriovenosas localizadas nos folhetos da dura-máter desta região. A apresentação usual de um DAVF é predominantemente ocular, com sintomas como diplopia, injeção conjuntival, envolvimento dos nervos cranianos III / IV / VI, exoftalmia e quemose. A neuralgia do trigêmeo causada por uma DAVF cavernosa é extremamente rara. Até onde sabemos, este é apenas o quarto relato da literatura mundial. Descrevemos o caso de um paciente tratado por embolização, no qual o único sintoma de apresentação de DAVF foi a neuralgia do trigêmeo. Após tratamento endovascular, o paciente tornou-se assintomático.

 

- A pesquisa “Carotid Artery Enlargement Causing Glossopharyngeal Neuralgia Successfully Treated with Stenting” de autoria de José Ricardo Vanzin, Paulo M. Mesquita Filho, Tiago Giansante Abud, Daniel Giansante Abud, Moema Nenê Santos, Luciano Bambini Manzato foi publicada no mês de agosto. Resumo: A neuralgia glossofaríngea (GPN) é uma condição rara e esporádica relacionado à hiperatividade do glossofaríngeo nervo (GN). O quadro clínico é caracterizado por repetidas episódios de dor unilateral severa na parte de trás da língua, garganta, parte da orelha e amígdalas. A carótida diafragma é uma membrana intraluminal fina, lisa, semelhante a uma membrana defeito de preenchimento surgindo ao longo da parede póstero-lateral da artéria carótida, geralmente associada ao megabulbo carotídeo. Este artigo descreve um caso extremamente raro de GPN causado por um megabulbo e diafragma da carótida esquerda artéria, tratada com sucesso com implante de stent. Para nosso conhecimento, este é o primeiro relato da associação entre GPN e megabulbo carotídeo.

 

- O artigo “Casper vs. Closed-Cell Stent Carotid Artery Stenting Randomized Trial” possui autoria de José Ricardo Vanzin, Luís Henrique de Castro-Afonso, Moema Nene Santos, Luciano Bambini Manzato, Guilherme Seizem Nakiri, Lucas Moretti Monsignore, Felipe Padovani Trivelato, Marco Túlio Salles Rezende, Octavio Marques Pontes-Neto, Daniel Giansante Abud. Resumo: O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia dos stents de células fechadas com os stents Casper durante a carótida implante de stent de angioplastia (CAS).

 

- A pesquisa “Cerebellar Dysplastic Gangliocytoma: Case Report” de autoria Paulo Moacir Mesquita Filho, Katriane Susin, Luiza Rech Köhler, Leticia Bassani Devens, 

Daniela Schwingel, Richard Giacomelli, Luciano Bambini Manzato, Nério Dutra Azambuja Júnior também foi publicada no mês de junho. Resumo: A doença de Lhermitte-Duclos (LDD), ou gangliocitoma displásico do cerebelo, é um tipo raro de tumor cerebelar, de origem desconhecida. Os pacientes podem ser assintomáticos por vários anos, mas geralmente há sinais neurológicos imprecisos por longos períodos.


Gostou? Compartilhe