Acadêmico de Medicina da Imed cria startup para levar atendimento médico a populações desassistidas

Projeto recebeu a mentoria do Hub de Inovação da Imed e conquistou investimento da Rede de Farmácias São João. Hoje, já realiza 70 consultas por mês

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Com a pandemia de Covid-19, muitas empresas sofreram com a crise gerada no cenário de isolamento social. Algumas precisaram rever seus modelos de negócio e outras, infelizmente, acabaram encerrando suas atividades.

Contudo, mesmo em meio ao caos surgem oportunidades de mercado. Um exemplo disso é a startup de telemedicina “Doutor Call”. Criada pelo acadêmico do Curso de Medicina da Imed, Jefferson Cunha, em março deste ano a Central de Teleorientação Médica deu início às suas atividades com o objetivo de auxiliar na triagem de pacientes com sintomas de Covid-19, por meio de videochamadas. 

Através do projeto, foi possível trazer à tona um grande problema, que há tempos assola o País, que se refere à falta de acesso a serviços de saúde nas regiões mais remotas e periféricas.

“Percebi o quanto pessoas ainda estavam desassistidas por profissionais da saúde, principalmente médicos. Então, com incentivo de alguns professores, pensei em formas de aperfeiçoar o que já estava sendo aplicado na Central de Teleorientação, e tornar isso numa ferramenta aplicável, tanto nesse momento de distanciamento social quanto para ajudar populações mais necessitadas de atendimentos em saúde”, frisa o criador da startup.

Com a mentoria do Hub de Inovação da Imed, o acadêmico criou um plano de negócio, aperfeiçoou seu MVP (produto mínimo viável, do inglês, Minimum Viable Product) e validou tanto o mercado quanto a ferramenta.

“As coisas aconteceram muito rápido, acredito que foi o timing certo. Validamos o MVP no começo de maio e, no final do mesmo mês, a abertura do CNPJ já havia se concretizado. Na metade de junho, apresentei a startup para a Rede de Farmácias São João, com objetivo de ser um possível prestador de serviço de teleconsultas para seus colaboradores. Para minha surpresa, recebi o convite para ser incubado no Centro de Distribuição e Operações deles e recebi um investimento inicial para melhorar a plataforma”, conta Jefferson.


Atualmente, a Health Tech presta atendimentos na área de teleconsultas para os colaboradores da rede. As Farmácias São João empregam cerca de 13 mil pessoas, em mais de 800 lojas, nos três estados do Sul – Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

“Estamos com uma média de 70 atendimentos médicos por mês, em sua grande maioria para colaboradores da São João, mas já com alguns pacientes externos. Ainda estamos rodando com nosso MVP, mas prestes a lançar a nova versão da plataforma. Além disso, como nosso propósito é levar atendimentos médicos para populações desassistidas, tanto de médicos generalistas quanto especialistas, estamos trabalhando num diferencial de mercado. Uma das limitações da telemedicina é a ausência de exame físico, então buscamos formas de aproximar ainda mais o profissional e o paciente, desenvolvendo estações de telemedicina que trazem as funcionalidades de aferir parâmetros básicos de monitorização, como pressão arterial, temperatura, como teleausculta cardiopulmonar e teleotoscopia. Dessa forma, a avaliação do aparelho cardiorrespiratório, por exemplo, deixa de ser uma limitação”, explica o criador da ferramenta.

Doutor Call conta com as mentorias do Hub de Inovação da IMED, através de sua Diretora, Márcia Capellari, e do Head de Inovação, Gláuber Signori, e da Rede de Farmácias São João, por meio do Gerente Executivo de Planejamento Estratégico, André Menegazzo, e do Coordenador de Serviços Farmacêuticos, Roberto Canquerini.

“Para nós, é uma alegria muito grande poder estar acompanhando, de alguma maneira, e impulsionando o desenvolvimento desta startup, porque ela busca agregar valor tanto aos pacientes, ao consumidor dessa plataforma de tecnologia, com consultas de fácil acesso, levando profissionais qualificados pros quatro cantos do Estado e do Brasil, com disponibilidade de acesso à internet. Basta ter acesso à internet para ter uma boa consulta médica, para o médico também acaba sendo uma renda bastante interessante, e de certa forma para nós, estamos contribuindo e impulsionando esse negócio inovador”, destaca Menegazzo.

A startup já foi reconhecida por sua inovação e por seu empreendedorismo, sendo agraciada pelo prêmio Destaque Empresarial 2020, na categoria Inovação e Tecnologia (startup), do Jornal O Nacional, de Passo Fundo.

“Nosso propósito é oferecer serviços de saúde de qualidade, de forma fácil e acessível. Tornar os atendimentos médicos tão fáceis quanto um clique. Buscar cada vez mais aperfeiçoamento na área da telemedicina e proporcionar, tanto para os profissionais quanto para os pacientes, ferramentas para cuidar da saúde”, frisa o futuro médico e empreendedor.

Conheça a Doutor Call pelo site www.doutorcall.com.


Gostou? Compartilhe