Idosos com 60 anos completos serão vacinados neste sábado (24)

Vacinação será realizada para esse público no CTG Lalau Miranda, das 8h até o esgotamento das doses; a partir das 13h, na unidade, receberão a segunda dose da vacina contra a Covid-19 pessoas com prazo de até 22 de abril para completar o esquema vacinal

Por
· 3 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

Passo Fundo confirmou o recebimento de mais 2,2 mil doses da vacina AstraZaneca para iniciar o esquema vacinal contra a Covid-19 em pessoas com 60 anos completos. A vacinação será realizada para o público-alvo neste sábado (24), no CTG Lalau Miranda – também em formato drive-thru –, das 8h até o número de doses disponíveis ser utilizado.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, esclarece que só poderão ser vacinadas as pessoas que já completaram os 60 anos ou, ainda, as que perderam a data de vacinação da sua faixa etária. Antes de ser suspensa em decorrência do esgotamento das doses, a vacinação ocorria para pessoas com 61 anos.  “Estamos chegando ao final do grupo prioritário de vacinação do Plano Nacional de Imunizações (PNI). Essa fase previa a cobertura vacinal da população de 60 a 74 anos. Por isso, a vacinação não será realizada por ano de nascimento, mas por idade”, enfatiza.

O PNI, divulgado em janeiro pelo governo federal, também esclarece que, após a conclusão da vacinação dos idosos, será a vez das pessoas com comorbidades. Conforme Cristine, a expectativa é que esse público seja vacinado a partir de maio. “Como recebemos apenas 2,2 mil doses para a vacinação de pessoas com 60 anos ou mais, a previsão é que faltem doses para essa população e que a próxima remessa seja destinada para finalizarmos a cobertura. Depois disso, acredito que em meados do mês que vem, iniciaremos a vacinação de quem possui comorbidades”, salienta.

Entre as comorbidades, estão doenças pulmonares, renais crônicas, cardiovasculares, oncológicas, imunossupressivas e alguns casos de obesidade com Índice de Massa Corporal (IMC) maior 40. Também deverão ser vacinadas as pessoas com diabetes melitus, hipertensão e síndrome de down.

Não há uma determinação de como será realizada a vacinação desse grupo por parte do Ministério da Saúde, que autorizou os estados a definirem o processo. No entanto, a secretária adianta que as pessoas precisarão comprovar a condição. “O ideal é que elas apresentem o atestado médico referindo que estão nesse grupo de comorbidades. Caso tenham dificuldades para adquirir esse documento, terão de trazer as últimas receitas comprovando o uso de medicações”, pontua.


Segundas doses

O município também ratificou o recebimento de 740 unidades da Coronavac para as segundas doses de pessoas com prazo de até 22 de abril para completar o esquema vacinal. Dessa forma, quem está com a dose atrasada, que deveria ter recebido a vacina até essa quinta-feira (22), poderá ir até o CTG Lalau Miranda neste sábado, a partir das 13h – enquanto houver doses – para concluir o processo de imunização.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, ressalta que não deverão se dirigir à unidade pessoas que possuem prazo de até 23 de abril em diante para tomar a segunda dose. “Há um atraso na entrega de vacinas pelo Butantan devido à falta de insumos. Por isso, pessoas com prazo para receber a segunda dose da Coronavac nos próximos dias serão vacinadas com 7 a 10 dias de atraso”, afirma.

Ainda segundo Cristine, as doses recebidas não serão suficientes para todas as pessoas com a carteirinha de vacinação aprazada para o dia 22 de abril. “Neste momento, o Estado necessitaria de 90,6 mil doses para completar essa remessa. Foram entregues pelo Ministério da Saúde 50,2 mil. Ou seja, 40 mil doses ficaram faltando”, menciona.

O atraso na distribuição da Coronavac e na vacinação deverá ser solucionado, uma vez que o Butantan retomou a produção do imunizante após obter a IFA, matéria-prima da vacina. “É importante destacar que a demora não depende da Prefeitura. Aqui, nós aplicamos todas as doses assim que elas são recebidas. A vacinação está atrasada em todo o país e a situação deverá ser regularizada nas próximas remessas”, assegura.

Além das 740 doses da Coronavac, o município recebeu 1,6 mil da AstraZeneca para segundas doses. Essas unidades irão para os trabalhadores dos hospitais, que serão vacinados nas próprias instituições.


Balanço da vacinação

Passo Fundo soma 42,5 mil pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Dessas, 20 mil já completaram o esquema de imunização. Entre os 15 mais populosos do Rio Grande do Sul, o município corresponde ao terceiro que mais vacinou a população.

Gostou? Compartilhe