Estado distribui vacinas para iniciar dose de reforço de idosos em lares

As doses chegaram hoje ao estado e devem ser distribuídas amanhã (10)

Por
· 1 min de leitura
Doses da Pfizer serão utilizadas para vacinação desse público (Foto: Cristine Rochol /PMPA)Doses da Pfizer serão utilizadas para vacinação desse público (Foto: Cristine Rochol /PMPA)
Doses da Pfizer serão utilizadas para vacinação desse público (Foto: Cristine Rochol /PMPA)
Você prefere ouvir essa matéria?

A partir da distribuição de 45 mil doses da vacina da Pfizer no estado, os municípios poderão iniciar a dose de reforço nos moradores de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) com mais de 60 anos. As doses chegaram ao estado na manhã desta quinta-feira (9) e a distribuição da Secretaria da Saúde às 18 Coordenadorias Regionais está programada para sexta-feira (10).

“Os idosos em lares foram o público escolhido para ser priorizado agora por ser o mais vulnerável às consequências da doença e por morarem em um local de mais fácil disseminação do vírus”, explicou a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri.

Todos os idosos residentes de ILPIs e que já completaram o esquema vacinal básico (duas doses ou dose única, dependendo da fabricante) há, no mínimo, seis meses poderão receber o reforço. A dose extra para idosos foi recomendada pelo Ministério da Saúde, para que ocorra no segundo semestre de setembro.

Recebimento e distribuição das doses

O Rio Grande do Sul recebeu, na manhã desta quinta-feira (9/9), 101.200 doses CoronaVac e 59.670 doses Pfizer. Metade das CoronaVac serão destinadas à primeira dose (D1) e metade à segunda dose (D2). Já as Pfizer serão todas destinadas a D1.

As doses da Pfizer restantes do quantitativo destinado aos idosos serão distribuídas junto às CoronaVac aos municípios que ainda não alcançaram a meta da campanha e ainda possuem população a ser vacinada com primeira dose. Amanhã também serão entregues 38.960 doses de CoronaVac e 61.992 doses de Pfizer para segunda dose (D2).

Gostou? Compartilhe