Universidade amplia parcerias com instituições do México

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A ampliação das parcerias internacionais é um dos propósitos buscados pela atual gestão da Universidade de Passo Fundo (UPF). Para além de expandir as possibilidades de convênios para mobilidade estudantil, a Reitoria da instituição tem como propósito também intensificar as ações vinculadas a parcerias docentes em nível de pesquisa e produção científica. Com o objetivo de qualificar convênios já existentes e intensificar parcerias com instituições de ensino do México, o reitor da UPF, professor José Carlos Carles de Souza, esteve em viagem àquele país durante o final de novembro e início de dezembro.
No primeiro compromisso oficial em  Aguascalientes, José Carlos assinou a renovação do convênio de mobilidade acadêmica internacional vigente entre a UPF e a Universidad Autónoma de Aguascalientes (UAA). Ele foi recebido pelo reitor da UAA, professor Dr. Mário Andrade Cervantes, que destacou as expectativas da Universidade com relação ao convênio com a UPF. “Os mexicanos entendem que o Brasil deve liderar o movimento de desenvolvimento da América Latina. Tratamos de vários temas como educação, filosofia, administração, inovação tecnológica, direito e ciências políticas”, observa o reitor.
De acordo com José Carlos, um dos principais diferenciais da UAA é a biblioteca virtual e sua ampla sala para treinamento dos alunos no sistema virtual. O sistema implementado pela universidade mexicana prevê o cadastro dos alunos no momento da matrícula e possibilita o acesso ao acervo digital de diversas Universidades mexicanas e estrangeiras conveniadas.

Red de Universidades Lectoras
O reitor também participou da XXV Feira Internacional do Livro de Guadalajara - Novos Espaços, Práticas e Itinerários de Leitura: o papel das Universidades, nos dias 1º e 2 de dezembro. Juntamente com o evento aconteceu a V Reunião Plenária da Red de Universidades Lectoras, da qual a UPF faz parte. O reitor da UPF foi moderador do painel que discutia Espaços de Leitura, que contou com a participação dos professores da UPF Dra. Tania Rösing e Dr. Miguel Rettenmaier, e José Antonio Sequera (Universidad Autónoma Baja California Sur). O professor José Carlos ainda integrou a mesa que dirigiu os trabalhos da V Reunião Plenária da Red de Universidades Lectoras.

Guadalajara
Com a intenção realizar contatos que possam resultar em novas parcerias e trocar experiências, o reitor José Carlos também visitou no dia 02/12 a Universidade de Guadalajara, na cidade de Guadalajara. A instituição conta com campi distribuídos na área metropolitana de Guadalajara e em oito regiões de Jalisco, tendo mais de 209 mil estudantes cursando seus 422 programas acadêmicos em nível técnico, bacharelado, licenciatura e pós-graduação. O reitor da UPF foi recepcionado por vários representantes da universidade, tendo visitado diferentes espaços da instituição. Na ocasião, trocaram informações sobre as universidades e manifestaram a disposição de firmar convênio de intercâmbio para docentes e discentes, com brevidade.

Universidade Autônoma
Em seu último compromisso no México, o reitor visitou a Universidade Autônoma do Estado do México, localizada em Toluca. Na oportunidade, o reitor da UPF foi acompanhado pelo médico veterinário José Luiz Monter Flores e recebido pela diretora de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional Rosália Contreras Bulnes. A visita aconteceu ao campus onde está localizada a Reitoria e vários outros espaços, como o museu da instituição, cuja história inicia em 1828. No final da visita, o reitor da UPF foi convidado a assinar o livro de visitantes ilustres e registrou mensagem em nome da UPF. Após conhecer diversos espaços da instituição, José Carlos foi recebido pelo secretário de Docência Felipe Gonzalez Solano e pelo reitor Eduardo Gasca Pliego. Na pauta do encontro, questões de interesse das instituições. Os dirigentes trocaram informações e materiais informativos.


Avaliação da viagem
Ao retornar, o reitor José Carlos avaliou os resultados da viagem como excelentes, tanto no sentido de reconhecer e valorizar o potencial da UPF, quanto no sentido de aprimorar atividades. “Precisamos tornar efetivos os nossos convênios de mobilidade de acadêmicos, além do fundamental apoio para a mobilidade de docentes, o que produzirá excelentes resultados, tendo em conta que as investigações ocorrem em parcerias ou redes devidamente regulamentadas”, enfatizou.

Fotos: Divulgação/UPF
Entre outros compromissos, reitor renovou convênio com a UAA

Gostou? Compartilhe