OPINIÃO

Fontes em Off - 29/10/2012

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Justificativa
Os eleitores de outros municípios e estados que precisaram justificar a ausência no segundo turno das eleições encontraram o Cartório Eleitoral aberto ontem (28) durante todo o período do pleito, das 8h às 17h. Nos municípios de abrangência das zonas eleitorais de Passo Fundo, Coxilha, Pontão, Ernestina e Mato Castelhano os postos foram instalados nas Câmaras de Vereadores.

Pelotas
O candidato Eduardo Leite (PSDB) venceu a disputa pela prefeitura de Pelotas. Eduardo Leite tem 27 anos e é advogado formado pela Universidade Federal de Pelotas. Foi presidente do Grêmio Estudantil do Colégio São José. Aos 19 anos, concorreu ao cargo de vereador, obteve 2.937 votos e ficou na primeira suplência. Foi, então, convidado para integrar a Secretaria Municipal de Cidadania. Posteriormente foi chefe de gabinete da prefeitura. Leite deixou o cargo para assumir o mandato de vereador e foi reeleito em 2008, tornando-se líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal.

Florianópolis
Cesar Souza Junior vence em Florianópolis, capital de Santa Catarina. Souza tem 33 anos, é formado em direito e disputou a prefeitura pela primeira vez. Licenciou-se da Assembléia Legislativa em 2011 para assumir a Secretaria Estadual do Turismo, Cultura e Esportes, a convite do governador Raimundo Colombo (DEM). O prefeito eleito da capital catarinense foi escolhido com a promessa de melhorar o atendimento médico na rede pública, propor políticas habitacionais para famílias de baixa renda e ampliar o número de creches. A partir de 1º de janeiro de 2013,  ele administrará um orçamento de R$ 1,8 bilhão, segundo a previsão da Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento.

Curitiba
Gustavo Fruet (PDT) foi eleito o novo prefeito de Curitiba, capital do Paraná. Fruet tem 49 anos e é filho do ex-deputado federal Maurício Fruet. Começou na política como vereador, eleito em 1996 pelo PMDB. Em 1998, após a morte do pai, chegou à Câmara dos Deputados. Em 2004, tentou se candidatar a prefeito pelo PMDB, mas não conseguiu e filiou-se ao PSDB, pelo qual foi eleito em 2006 deputado federal. Em 2010, disputou uma cadeira no Senado e ficou em terceiro lugar. Em 2011, deixou o PSDB e foi para o PDT.

São Paulo
Fernando Haddad será o novo prefeito de São Paulo. Haddad foi ministro da Educação entre julho de 2005 e janeiro de 2012, nos governos de Lula e Dilma. É professor de Ciência Política da Universidade de São Paulo, universidade na qual foi diplomado em Direito, fez mestrado em Economia e doutorado em Filosofia.

Ocorrências
O segundo turno das eleições municipais de 2012 somou 296 ocorrências, 69 delas com prisão de eleitores. O balanço foi divulgado por volta das 16h de ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que faz a totalização dos números encaminhados pelos tribunais eleitorais regionais. Nenhuma ocorrência envolve candidatos. O estado que registrou o maior número de ocorrências foi o Rio de Janeiro (114), a maioria por boca de urna (82). Também é o estado onde houve o maior número de prisões: 60. Ceará e Minas Gerais ficaram em segundo e terceiro lugares no ranking de ocorrências, com 49 e 41, respectivamente.

Lei Seca
Das 50 cidades que escolheram seus prefeitos neste segundo turno, 23 (46%) adotaram a proibição de venda de bebidas alcoólicas durante o domingo. Como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deixou a cargo dos estados a decisão de aplicar ou não a Lei Seca, em alguns casos, a medida foi determinada pelos juízes eleitorais e em outros, pelas secretarias de Segurança. Em geral, a decisão é a mesma do primeiro turno.

Urnas
Até as 16h de ontem, 266 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o país. O número corresponde a 0,31% dos equipamentos instalados, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em nenhuma cidade, foi necessária a troca da urna eletrônica por cédulas de papel. A cidade de São Paulo foi a que mais registra substituição de equipamentos: 36 urnas apresentaram problemas e tiveram que ser trocadas.

Gostou? Compartilhe