Semana de tempo quente e abafado

Ar seco e quente fica na região até pelo menos a próxima sexta-feira e pode causar formação de nuvens e pancadas de chuva em áreas isoladas

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O ar quente e seco que está na região desde o dia 02 deve permanecer até pelo menos esta sexta-feira deixando o clima quente e abafado. De acordo com as informações do observador meteorológico da Embrapa Trigo/Inmet Ivegndonei Sampaio, as temperaturas máximas devem ficar em 30ºC durante a semana. Devido ao calor, não se descarta a possibilidade de formação de nuvens e pancadas de chuva em áreas isoladas, que podem ser influenciadas ainda pela área de instabilidade que está sobre o estado de Santa Catarina.

A terça-feira começa com dia claro a parcialmente nublado. As temperaturas oscilam entre 15ºC e 30ºC. As mesmas condições de tempo se estendem pela quarta e quinta-feira. Na sexta-feira, o dia também será claro a parcialmente nublado. A mínima terá uma elevação para 16ºC e a máxima pode chegar aos 32ºC.

Chuvas isoladas

O mês de novembro deverá ter volume de chuva dentro da média histórica que é de 131,7 milímetros. Conforme Sampaio as chuvas não deverão ser tão bem distribuídas quanto foram no mês de outubro. “Elas virão muitas vezes com pancadas de chuva de forte intensidade e mal distribuídas. Na primavera e no verão as chuvas acontecem muitas vezes de forma difícil de se prever. Devido aos dias serem abafados, eles podem começar com poucas nuvens e no decorrer do período elas se formam e dão origem a nuvens carregadas responsáveis pelas chuvas de quantidade significativa em pequenas áreas, às vezes com queda de granizo”, explica o observador meteorológico.

Nesta semana as condições climáticas podem permitir essa formação de nuvens carregadas ao longo dos dias e ocasionar pancadas de chuva principalmente no final da tarde e início da noite. Além disso, uma forte área de instabilidade que está sobre o estado de Santa Catarina pode influenciar na região. “Como estamos geograficamente muito próximos, em linha reta, dos municípios que fazem divisa com SC, em alguns finais de tarde essas áreas podem avançar em nossa direção trazendo nuvens carregadas e descargas elétricas”, acrescenta Sampaio.

Final de semana

Os indicativos apontam para a possibilidade de chuvas mais bem distribuídas entre o entardecer de sábado e a madrugada de domingo. Devido à nebulosidade, as temperaturas máximas devem entrar em declínio no final de semana. Até o fechamento desta edição, a Estação Meteorológica da Embrapa Trigo/Inmet não havia registrado chuva.

Outubro

O mês de outubro encerrou com 253 mm de chuva, 65% acima da média histórica. Durante o período foram 14 dias de chuva e a umidade relativa do ar terminou em 73%, quando a média é de 69%. Sampaio lembra que essa umidade maior associada ao volume de chuva teve um impacto negativo nas lavouras favorecendo o aparecimento de doenças.

 

Gostou? Compartilhe