OPINIÃO

Fontes em Off - 19/02/2013

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Temporários
Mais de 73,7 mil trabalhadores temporários deverão ser contratados durante a Páscoa, no final de março, em todo o Brasil. A expectativa é da Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem.). Neste ano, o número de contratações deverá ser superior ao do ano passado, quando foram contratados 70,8 mil trabalhadores em todo o país no período. Do total de vagas a serem preenchidas este ano, mais da metade corresponde à região Sudeste do país (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo), que deve empregar 38,5 mil trabalhadores temporários.

Cesta básica
O Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis constatou um aumento de 2,99% sobre o valor pago pela cesta básica, em janeiro, consumida pelas famílias passo-fundenses. No mês de dezembro, foram necessários R$ 543,16 para a aquisição da cesta, ao passo que em janeiro de 2013 o custo foi de R$ 559,40, o que representa um acréscimo de R$ 16,24 por cesta.

Variação 
Em um ano, o valor da cesta básica cresceu 9,82%, passando de R$ 509,37 em janeiro de 2012 para R$ 559,40 em janeiro deste ano 2013, ou seja, uma alta de R$ 50,03. Nos últimos 12 meses, a cesta básica variou oito vezes positivamente e quatro vezes negativamente. Isso representa dizer que uma família precisa de 0,87% salários mínimos para adquirir a cesta de produtos básicos

Produtos
Dos produtos pesquisados, entre os dez itens que obtiveram maior alta de preços, seis pertencem ao grupo da alimentação, três ao grupo da higiene pessoal e um ao grupo da limpeza doméstica. Entre os dez itens que apresentaram maior queda em seus preços, os dez pertencem ao grupo da alimentação. Os produtos que acumularam maiores altas de preços no mês de janeiro foram: tomate, mortadela e frango, com preços majorados em 23,84%, 11,82% e 10,53%, respectivamente. Ao passo que os produtos de maior queda foram: sal, iogurte e laranja com preços reduzidos em 13,70%, 8,20% e 5,71%, respectivamente.

Audiência Pública
O município de Almirante Tamandaré do Sul vai realizar audiência pública em favor do fim do modelo atual de Pedágios. A audiência será realizada no dia 22 de fevereiro, às 14h, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, que terá mediação do deputado Edegar Pretto, membro da comissão de Mobilização pelo fim dos pedágios, participação de prefeitos, vereadores, empresários e comunidade da região. A audiência procura discutir o fim do modelo atual de pedágios, já que os contratos com as concessionárias que administram as rodovias da região vencem este ano e propor um novo modelo. Da audiência sairá um documento a partir das propostas apresentadas pelos presentes.

Mais médicos
O Brasil tem atualmente dois médicos para cada mil habitantes, de acordo com pesquisa divulgada ontem pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O Sudeste lidera o rankingcom 2,67 profissionais por mil habitantes, seguido pelo Sul, com 2,09, e pelo Centro-Oeste, com 2,05. Já no Nordeste, o índice é 1,23 e no Norte, 1,01. O estudo Demografia Médica no Brasil 2: cenários e indicadores de distribuição aponta que a distribuição desigual de profissionais de saúde pode ser observada também entre as unidades da Federação. O Distrito Federal (DF) lidera o ranking com 4,09 médicos por mil habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (3,62), por São Paulo (2,64), pelo Rio Grande do Sul (2,37), pelo Espírito Santo (2,17) e por Minas Gerais (2,04).

Retiro do Papa
Em meio às discussões sobre sua renúncia e sucessão, o papa Bento XVI, de 85 anos, passará a semana em retiro espiritual até sábado (23). Em decorrência do período de meditações, ele cancelou todas as atividades. Ao longo desta semana, no entanto, Bento XVI deverá se reunir com o secretário particular, Georg Ganswein, para despachar os assuntos considerados urgentes. A próxima atividade ocorrerá apenas no dia 23. Ao encerrar o período de orações, ele se reunirá em audiência privada e de despedida com o presidente da Itália, Giorgio Napolitano.

Gostou? Compartilhe