OPINIÃO

Fatos 30.10.2018

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Aspirações e projetos
O resultado da eleição tem repercussão direta no cenário local. Alguns agentes estão cacifados para 2020 e 2022, como o deputado eleito Mateus Wesp, PSDB, Márcio Patussi, PDT, e Patric Cavalcanti, DEM. A indicação de Onyx Lorenzoni para o Ministério da Casa Civil do presidente eleito Jair Bolsonaro, faz crescer a cotação política de Patric, que sempre manteve uma relação partidária e de amizade com Onyx. O futuro ministro é a ponte direta de Passo Fundo com o Planalto, via Patric. O movimento político de Patussi, ao declarar apoio a Bolsonaro no segundo turno, foi um recado claro de rompimento com o estigma PT carregado pelo PDT desde a eleição de 2012. Esse sinal dado por ele, mesmo contrariando o partido nacionalmente, possibilita a ampliação do leque de alianças para 2020, saindo do isolamento. Já Wesp, que articula ocupar a liderança do governo na Assembleia, mira a Câmara dos Deputados, respingando nas pretensões eleitorais do prefeito Luciano Azevedo, PSB, que pretendia ser o nome na retomada da representatividade do município em Brasília. Novo cenário, novas aspirações. Tudo mudou!


Urna sem fraude
Indiscutível que outra vencedora das eleições deste ano foi a urna eletrônica. Afinal, depois de tantos questionamentos, o resultado de domingo não deixou margens para dúvidas. Sem fraudes e ágil, o resultado no Estado foi conhecido perto das 19h e para presidente estava concluído por volta de 19h30.

 

Nunca é tarde
Horas depois e bem cedo da manhã. Depois de ter sido criticado por não cumprimentar o presidente eleito Jair Bolsonaro, o oponente - a quem o eleito prometeu prender depois das eleições - Fernando Haddad resolveu fazê-lo pelo twitter, às 5h36 da manhã desta segunda-feira: “Presidente Jair Bolsonaro. Desejo-lhe sucesso. Nosso país merece o melhor. Escrevo essa mensagem, hoje, de coração leve, com sinceridade, para que ela estimule o melhor de todos nós. Boa sorte!”, postou.

 

Com resposta
E a resposta de Bolsonaro veio naquele tom conhecido: “Senhor Fernando Haddad, obrigado pelas palavras! Realmente o Brasil merece o melhor”.


Câmara
Eleição para a Mesa diretora da Câmara de Vereadores de Passo Fundo para 2019 com novidades. Além de Fernando Rigon, PSDB, Luiz Miguel Scheis, PDT, será candidato. Articulação começou ainda na semana passada e esquenta os bastidores nesta virada do ano. Para eleger a Mesa são necessários 11 votos. Quem tiver a melhor articulação e composição dos cargos leva esta. O movimento do PDT interrompe uma negociação prévia entre os partidos.


Caso Manitowoc
O Tribunal de Justiça (TJ-RS) julgou os recursos opostos pela empresa Manitowoc em relação à decisão, em primeiro grau, que aplicou multa contra a multinacional em processo que discute a área da filial em Passo Fundo. O mérito dos embargos declaratórios, que questionavam a sentença de outro recurso – um Agravo de Instrumento – não foi acolhido pela turma da 3ª Câmara Cível na sessão de quinta-feira, dia 25 de outubro. Em primeira instância, a ação está na fase de análise das benfeitorias realizadas pela norte-americana no terreno.


Quimera
As teorias sobre este momento ímpar da política nacional, já estão postas para análise e o bom observador saberá separar conteúdo real de mera ficção manipulatória. O momento é de aprendizado e superação.

Gostou? Compartilhe