OPINIÃO

Fatos 20.11.2018

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Tensão pré-votação

Clima tenso na Câmara de Vereadores antecede a votação do projeto que pretende retirar do Plano Municipal de Ensino a palavra gênero. Os vereadores Roberto Gabriel Toson, PSD, Ronaldo Rosa, SDD e Mateus Wesp, PSDB, vêem ‘ideologia de gênero’ na presença da palavra gênero no PME. Uma ideia que se propagou para tentar barrar um dos grandes avanços da educação brasileira que é a igualdade de gênero. A ideia da ‘ideologia de gênero’ se multiplicou de tal forma (na velocidade da luz das redes sociais) que, explicar, neste momento, que focinho de porco não é tomada tornou-se quase impossível. Será preciso um esforço descomunal para desconstruir algo que nunca existiu. Até a votação da matéria, as sessões prometem ser movimentadas. Quem acompanha de perto tudo isso é promotra Ana Cristina Ferrareze, uma figura atuante no processo de construção do Plano. O crivo constitucional está na mira. 

Economia

Uma mudança na forma de comprar energia e a adoção de energia limpa deve gerar, a partir de outubro deste ano, até 2019, uma economia de R$ 1 milhão à Universidade de Passo Fundo. A instituição passou a comprar energia no mercado livre, utilizando a RGE como canal de transmissão. Está reforçando a missão de Universidade comunitária e cumprindo sua responsabilidade social.

SQN

Carta branca do futuro super-ministro da Economia Paulo Guedes tem alguns limites já impostos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Liberal conhecido do mercado e defensor sem limites da privatização da Petrobrás e de todas as estataism seguindo a linha do futuro ministro, o economista Roberto Castello Branco foi anunciado ontem como novo presidente da Petrobrás. Por ele e por Guedes, a empresa seria vendida integralmente. Mas, Bolsonaro já avisou que não é bem assim. Dará uma de Jack, o Estripador: será por partes.

Crime

Produção e compartilhamento de notícias falsas, criação de perfis falsos de empresas, profissionais liberais e pessoas físicas deve se constituir em crime passível de punição rígida. As pessoas estão confundindo liberdade de expressão com picaretagem sem limites. Já tivemos provas suficientes de que a coisa fugiu do controle.   

 

 

Gostou? Compartilhe