Reajuste: Reduz número de passageiros na Rodoviária

Aumento no preço de passagens influencia consumidor ao escolher um transporte para viajar

Por
· 1 min de leitura
Média de passageiros/dia baixou de 5 mil para 1,6 mil nos últimos temposMédia de passageiros/dia baixou de 5 mil para 1,6 mil nos últimos tempos
Média de passageiros/dia baixou de 5 mil para 1,6 mil nos últimos tempos
Você prefere ouvir essa matéria?

Desde o último sábado, 1º, está valendo o segundo reajuste do ano no valor das passagens de ônibus intermunicipais. O primeiro aumento foi realizado em julho, quando os preços subiram 9,45% para linhas que utilizam estações rodoviárias e 11,1% para passageiros que embarcam em paradas alternativas. Neste segundo reajuste, as taxas seguiram os mesmos valores de 9,45% e 11,1%, totalizando no ano um aumento de 18,9% para as linhas que utilizam as estações rodoviárias e 22,2% para passageiros que embarcam em paradas alternativas. Por solicitação do DAER, o aumento foi dividido em duas etapas para não pesar tanto no bolso do consumidor.


Apesar da divisão, o reajuste foi um dos fatores responsáveis pela diminuição do fluxo de pessoas na Estação Rodoviária de Passo Fundo. Conforme o administrador da rodoviária Jabs Paim Bandeira, em certo período circulava mais de cinco mil pessoas por dia na estação, já hoje o número fica em torno de 1,6 mil pessoas. Segundo ele, o aumento das tarifas foi autorizado para suprir o custo das empresas de transporte também. Tais como combustível, serviços, alimentação de trabalhadores. “São custos que vão aumentando com frequência, o que acaba refletindo diretamente no valor final da passagem”, disse. Aliado a isso, a crise que afeta a todos os brasileiros também faz com que as pessoas reduzam seus gastos como viagens desnecessárias.

Gostou? Compartilhe